Índice de maturação fisiológica em sementes de hibrido de abobrinha italiana em função da idade de colheita

Alex Guimarães Sanches

Resumo


Objetivou-se neste trabalho avaliar o índice de maturação fisiológica de sementes de hibrido de abobrinha italiana cultivar F1 Novita em função da idade de colheita. Adotou-se o delineamento inteiramente casualizado com seis tratamentos (frutos colhidos aos 25, 30, 35, 40, 45 e 50 dias) com quatro repetições. Após serem extraídas dos frutos, as sementes foram avaliadas quanto às características fisiológicas de: teor de água, massa de mil sementes, germinação, primeira contagem de germinação, emergência de plântulas, índice de velocidade de emergência, comprimento de plântulas, matéria fresca e matéria seca de plântulas, e envelhecimento acelerado. Com o avanço do processo de maturação percebeu-se que houve incremento no vigor germinativo das sementes. A colheita realizada aos 50 dias é a mais indicada por apresentar os melhores resultados sobre a qualidade das sementes da cultivar F1 Novita.


Palavras-chave


Fitotecnia, Fisiologia Vegetal; Pós-colheita

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2017 Revista Trópica: Ciências Agrárias e Biológicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Tróp.: Ci. agr. biol.

ISSN 1982-4831