Manejo da adubação em sistema plantio direto

Gustavo Castoldi, Mariângela Brito Freiberger, Gabriel Castoldi, Cláudio Hideo Martins Costa

Resumo


Sistemas de produção conservacionistas, como o sistema plantio direto, no qual não há revolvimento do solo e é constante o fornecimento de palhada, em quantidade e qualidade diferente, afetam significativamente a dinâmica dos nutrientes no sistema. Tais alterações requerem conhecimentos específicos que ajudem no manejo adequado da adubação e fertilidade do solo, a fim de proporcionar benefícios ambientais e econômicos. Em sistema plantio direto, o manejo da adubação e das plantas que constituem o sistema deve ser feito a fim de reduzir as perdas de nutrientes do sistema e favorecer o sincronismo entre a decomposição e liberação dos nutrientes da cultura antecessora com o desenvolvimento da cultura sucessora. Desse modo, tão importante quanto saber o que, como e quanto aplicar, é conhecer a dinâmica dos nutrientes no solo e as peculiaridades que envolvem as plantas utilizadas no sistema. Nesse contexto, esta revisão traz um compilado de informações que envolvem o manejo de nitrogênio, fósforo e potássio em sistema plantio direto.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.0000/rtcab.v6i1.344

Direitos autorais 2012 Revista Trópica: Ciências Agrárias e Biológicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Tróp.: Ci. agr. biol.

ISSN 1982-4831