Germinação de sementes e desenvolvimento de plântulas de figo de pombo (macroptilium lathyroides)

Walter Alves Vasconcelos, Edson Mauro Santos, Alberício Pereira Andrade, Riselane Lucena Alcantara Bruno, Ricardo Loiola Edvan

Resumo


Visando ao entendimento das características de germinação das sementes de figo de pombo foram realizados três experimentos, O primeiro experimento teve como objetivo avaliar o efeito da temperatura sobre a germinação das sementes; o segundo objetivou avaliar o efeito da temperatura da água para quebra de dormência das sementes; e o terceiro objetivou testar diferentes substratos sobre a emergência e o desenvolvimento de plântulas de figo de pombo. A temperatura de 20-30°C proporcionou valores de percentual de germinação superiores (P<0,05) às demais temperaturas. No segundo experimento o maior (P<0,05) valor do percentual de germinação foi verificado para as sementes submetidas à temperatura de 80oC (76,25%), mas que não foi diferente (P>0,05) do tratamento com água a 70oC (70,00%). No terceiro experimento observou-se que o percentual de emergência de plântulas não apresentou diferença (P>0,05) quanto aos tipos de substratos utilizados. Diante os estudos conclui-se que as sementes apresentaram melhores índices de germinação com a temperatura variável entre 20 e 30oC, com imersão em água em temperaturas entre 70 e 80oC sendo o método eficiente para quebra de dormência e o desenvolvimento inicial de plântulas de figo de pombo foram incrementados com a utilização de ambos substratos avaliados.


Palavras-chave


Forragicultura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.0000/rtcab.v5i1.250

Direitos autorais 2011 Revista Trópica: Ciências Agrárias e Biológicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Tróp.: Ci. agr. biol.

ISSN 1982-4831