Análise da viabilidade econômica de uma instalação de concentração de vinhaça

Thiago Ometto Zorzenoni, Edjane Gonçalves de Freitas, Ana Paula Meletti, Daiane de Cinque Mariano, Ricardo Shigueru Okumura, Paulo Vicente Contador Zaccheo

Resumo


Com o advento da norma técnica da CETESB P4.231, que controla a aplicação de vinhaça no solo, as destilarias terão que transportar o excedente de vinhaça para áreas mais distantes da usina, o que poderá impactar no aumento dos custos de produção.  Assim, para se enquadrar neste novo contexto, uma opção é a concentração da vinhaça, processo que reduz o teor de água e, consequentemente, aumenta a concentração de nutrientes, reduzindo o volume de vinhaça a ser transportado. O objetivo desse trabalho foi analisar a viabilidade econômica dessa tecnologia, considerando uma instalação de uma planta de concentração de vinhaça para uma destilaria de 900.000 litros dia-1, com um parque industrial para moagem de 2.000.000 de toneladas de cana, por safra. O projeto foi concebido para concentrar o volume de vinhaça para aplicação em áreas mais distantes da unidade, com a proposta de concentrar 25% da vinhaça produzida pela destilaria. Para avaliação econômica do projeto, foram utilizados os seguintes métodos: valor presente líquido (VPL), tempo de retorno do capital (payback descontado) e taxa interna de retorno (TIR). Para o período de 10 anos, os resultados obtidos foram: TIR igual à 53,19%, VPL igual à R$ 20.919.864,96 para uma taxa de desconto de 5,39% e o periodo de payback descontado de aproximadamente quatro anos. Concluiu-se que o projeto é viável economicamente e poderá ser executado por unidades que atendam as premissas do projeto.

Palavras-chave


Saccharum officinarum L., etanol, indústria sucroalcooleira.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.0000/rtcab.v8i2.1129

Direitos autorais 2014 Revista Trópica: Ciências Agrárias e Biológicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Tróp.: Ci. agr. biol.

ISSN 1982-4831