1964-2014: O CINQUENTENÁRIO DE UMA NARRATIVA JORNALÍSTICA SOBRE O GOLPE CIVIL-MILITAR NO BRASIL

Camila Gracia Kieling

Resumo


Em 2014 completou-se o cinquentenário do golpe civil-militar de 1964 no Brasil. O jornal Folha de S.Paulo testemunhou os acontecimentos em 1964, conviveu com a ditadura e chegou a 2014 como o diário de maior circulação no país. Neste artigo, realizamos um exercício interpretativo e comparativo que toma como recortes as narrativas desse jornal sobre o golpe em 1964 e sua releitura na ocasião do cinquentenário em 2014. Em 1964, a Folha idealizou um mundo de progresso através do apagamento dos conflitos políticos, favorecendo a solução autoritária. Em 2014, justifica sua atuação através de estratégias de objetivação, em uma narrativa baseada na exploração do conceito de democracia.


Palavras-chave


Comunicação Social. Imprensa. Golpe de 1964. Folha de S.Paulo.

Texto completo:

PDF


Cambiassu Est. Comun.

ISSN 2176-5111

INDEXADORES E BASES DE DADOS