ANTROPOLOGIA VISUAL E DOCUMENTÁRIO: Uma análise do documentário Promises

Maria Elisa Swarowsky Lisboa

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar o documentário Promises (Promessas de um mundo novo) filmado em Jerusalém entre 1995 e 2000. Para isso, será utilizada a metodologia da antropologia visual proposta por Claudina de France (2000). De acordo com a autora, a antropologia visual viabiliza o conhecimento do homem através da imagem e permite o registro do real segundo um dinamismo próprio através do qual se estabelece uma relação entre o antropólogo, a sociedade à qual ele se refere e o seu espaço. Pretende-se verificar se este documentário pode ser avaliado como resultado de um trabalho antropológico, segundo uma poética do encontro, tomando a alteridade como característica principal.


Palavras-chave


documentário, antropologia visual, alteridade, cotidiano, Promessas de um mundo novo.

Texto completo:

PDF


Cambiassu Est. Comun.

ISSN 2176-5111

INDEXADORES E BASES DE DADOS