PRÁTICAS DE CHECAGEM DE FATOS NO BRASIL: os sites de fact-checking e a participação dos indivíduos em rede

Fabiana Grieco Cabral de Mello Vetritti

Resumo


O artigo tem por objetivo contextualizar as práticas de checagem de fatos, considerando a atuação dos sites de fact-checking e a participação dos indivíduos em rede. Em âmbito mundial, são apresentados FactCheck.org, Fact Checker e PolitiFact. Com foco no Brasil, são realizados um mapeamento das dez iniciativas ativas, segundo o Duke Reporters 'Lab, e uma apresentação da Agência Lupa e do Aos Fatos, signatários do código de princípios da International Fact Checking Network (IFCN), que indica os métodos utilizados e as formas de incentivo à cooperação dos usuários. Acredita-se que a pesquisa possa contribuir para o debate acerca das práticas democráticas que permeiam a comunicação digital no contemporâneo.

Palavras-chave


Checagem de fatos; Acesso à informação; Transparência; Indivíduos em rede

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2020 Cambiassu: Estudos em Comunicação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Cambiassu: Estudos em Comunicação

ISSN 2176-5111

INDEXADORES E BASES DE DADOS