NOVAS EVIDÊNCIAS PALINOLÓGICAS DE UM PALEOCANAL DA LAGOA MIRIM NAS ADJACÊNCIAS DO BANHADO DO TAIM, RIO GRANDE – RS

Leonardo Gonçalves de Lima, Claudia Klose Parise

Resumo


Na região do Banhado do Taim foi preservado um ambiente deposicional de canal de ligação (inlet, em inglês) que outrora viabilizou o desenvolvimento de amplos sistemas lagunares/estuarinos na retaguarda de barreiras costeiras durante diferentes ciclos transgressivos e regressivos da linha de costa. As condições de estiagem relacionadas ao fenômeno La Niña de 2007 possibilitaram o afloramento de uma seção estratigráfica areno-lamosa numa localidade que diversos autores propuseram ser a antiga paleoembocadura da lagoa Mirim. No presente estudo, três fácies sedimentares foram amostradas em um único afloramento, integrando análises sedimentológicas, palinológicas e diatomológicas. Os resultados obtidos permitiram interpretações a respeito da gênese e evolução de um paleocanal de ligação entre a Lagoa Mirim e o Oceano Atlântico. Foram descritas quatro fases: uma primeira fase de elevado hidrodinamismo responsável pela deposição dos sedimentos mais basais do canal (nível N7), composta de areias siliciclásticas com a presença de estruturas cruzadas; uma segunda fase essencialmente estuarina governada por uma elevada troca de águas entre laguna e oceano (nível N6 e N5); uma terceira fase apontando uma redução das atividades dinâmicas do canal com posterior desenvolvimento vegetacional nas adjacências do canal (nível N4, N3 e N2) e uma última fase caracterizando a colmatação do canal e a formação posterior de um horizonte de solos (nível N1).


Palavras-chave


Evolução Costeira; Palinologia; Sistemas Laguna-Barreira

Texto completo:

PDF

Referências


Abreu, V. S.; Madeira-Falcetta, M. & Thiesen, C. V. 1984. Estudo Preliminar da Geologia, Geomorfologia e Paleontologia da Região de Ponta dos Latinos – Lagoa Mirim - RS. In. Congresso Brasileiro de Paleontologia, 1983. Coletânea de Trabalhos Paleontológicos. Peleontologia e Estratigrafia. Brasília. 8, (2): 187-193.

Allen, G.P. & Posamentier, H.W. 1993. Sequence stratigraphy and facies model of an incised valley fill: the Gironde estuary, France. Journal of Sedimentary Petrology 63(3): 378–391.

Behling, H. 2002. South and southest brazilian grasslands during Late Quaternary times: a synthesis. Palaeogeograph, Palaeoclimatology, Palaeoecology, 117:19-27.

Behling, H.; Pillar, V. & Bauermann, S.G. 2004. Late Quaternary Araucaria forest, grassland (campos), fire and climate dynamics, inferred from a high-resolution pollen record of Cambará do Sul in southern Brazil. Palaeogeograph, Palaeoclimatology, Palaeoecology, 203:277-297.

Behling, H.; Pillar, V. & Bauermann, S.G. 2005. Late Quaternary grassland (Campos), gallery forest, fire and climate dynamics, studied by pollen, charcoal and multivariate analysis of the São Francisco de Assis core in western Rio Grande do Sul (southern Brazil). Review of Palaeobotany and Palynology, 133: 235-248.

Buchmann F. S. de C. 1997. Banhado do Taim e Lagoa Mangueira. Evolução Holocênica da Paleoembocadura da Lagoa Mirim. Instituto de Geociências, Curso de Pós Graduação em Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Dissertação de Mestrado, 160p.

Buchmann, F. S. de C.; Barbosa, P. V.; Villwock, J. A. 1998. Sedimentologia e paleontologia durante o máximo transgressivo holocênico na lagoa mirim, RS, Brasil. Acta Geológica Leopoldencia. XXI (46/47) :21-26.

Camargo, M. G. 2006. SYSGRAN para Windows: Sistema de análises granulométricas. Disponível em www.cem.ufpr.br.

Delaney, P. J. V. 1965. Fisiografia e Geologia de superfície da Planície Costeira do Rio Grande do Sul. Escola de Geologia da UFRGS, Porto Alegre, publicação especial. 6:105p.

de Lima, E. G., Salgueiro Donato Bacelar, L. C. S. D., Marques, J. R. Fenômeno La Niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no Rio Grande do Sul. 2010. Anais do XVI Congresso Brasileiro de Meteorologia (CBMET), Área: Meteorologia Sinótica e Extremos Meteorológicos.

Faegri, K. & Iversen, J. 1989. Textbook of pollen analysis. 4th Ed. New York, John Wiley & Sons.

Godolphim, M. F. 1985. Paleogeografia da região do Cassino no Município do Rio Grande, Brasil. Pesquisas, 17: 233-254.

Folk, R. L. & Ward, W. C. 1957. Brazos River Bar: Study and significance of grain size parameters. Journal of Sedimentary Petrology, 27(1):03-26.

Jost, H.; Soliani JR & Godolphin, M. F. 1974. Evolução paleogeográfica da região da Laguna Mirim, R.S. SE Brasil. Actas Del Primer Congresso Argentino de Paleontologia e Bioestratigrafia, Tucuman, Argentina, Tomo II, 575-587.

Juggins, S. 2005. C2 Version 1.5: Software for ecological and palaeoecological data analysis and visualisation, University of Newcastle, Newcastle-upon-Tyne.

Kley A. S. 2012. Reconstituição Paleogeográfica e Paleoambiental no Taim: Estudo dos Furos de Sondagem TA6 e TA7, na Porção Sul da Planície Costeira do Rio Grande do Sul. Dissertação de Mestrado do Curso de Pós-Graduação em Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 94p.

Lima, L. G.; Medeanic, S. ; Caron, F. ; Dillenburg, S. R. . Reconstrução Paleogeográfica e Paleoambiental da Região da Praia do Hermenegildo-RS: Palinomorfos e diatomáceas. In: Simpósio Paranaense de Estudos Climáticos, 2008, Campo Mourão-PR. Passado, presente e Futuro, 2008.

Lima, L. G.; Dillenburg, S.R.; Medeanic, S.; Barboza, E.G.; Rosa, M.L.C.C.; Tomazelli, L.J.; Dehnhardt, B.A.; Caron, F. 2012. Sea-level rise and sediment budget controlling the evolution of a transgressive barrier in southern Brazil. Journal of South American Earth Sciences, 42: 27-38,

Martins, L. R.; Melo, U.; França, A. M.C.; Santana, C. I. & Martins, I. R. 1972. Distribuição Faciológica da Margem Continental Sul Riograndense. Congresso Brasileiro de Geologia. 26º Anais Belém. Brasil. (2) 115 - 132.

Medeanic, S. 2004. The distribution of palynomorphs in the surface sediments on the margin of the Patos lagoon estuary, RS, Brazil, as compared with the actual vegetation. Iheringia. Série Botânica, Porto Alegre, 59(2):183-200.

Medeanic, S.; Costa, C. B. & Corrêa, I. C. S. 2006. Os palinomorfos nas reconstruções paleoambientais: Azolla filiculoides Lam. nos sedimentos holocênicos da Planície Costeira do Rio Grande do Sul. Gravel (Porto Alegre), 4: 49-61.

Munsell Color Company I. 2009. Geological Rock-color charts. Baltimore, Maryland.

Rosa, M. L. C. C.; Barboza, E. G.; TOMAZELLI, L. J.; AYUP-ZOUAIN, R. N.; Dillenburg, S. R. 2007. Aplicação de Ferramentas de Visualização Tridimensional na Modelagem Geomorfológica da Região Sul da Província Costeira do Rio Grande do Sul. Gravel (Porto Alegre), 5 :1-10.

Rosa, M. L. C. C.; Tomazelli, L. J.; Costa, A. F. U.; Barboza, E. G. 2009. Integração de Métodos Potenciais (Gravimetria e Magnetometria) na Caracterização do Embasamento da Região Sudoeste da Bacia de Pelotas, Sul do Brasil. Revista Brasileira de Geofísica (Impresso), 27: 641-657.

Soliani JR, E. 1973. Geologia da Região de Santa Vitória do Palmar, RS, e a Posição Estratigráfica dos Fósseis de Mamíferos Pleistocênicos. Dissertação de Mestrado do Curso de Pós-Graduação em Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 88p.

Soliani JR, E. & Jost, H. 1974. Mamíferos pleistocênicos e sua posição estratigráfica na Planície Costeira do R.G.S., SE do Brasil. Primer Congresso Argentino de Paleontologia y Bio-Estratigrafia, Tucuman, Argentina. Atlas. Tomo II: 569-574.

Suguio, K. 1973. Introdução à Sedimentologia. São Paulo. Ed. Edgard Blucher. EDUSP, 317p.

Toldo Jr, E. E. 1994. Sedimentação, Predição do Padrão de Ondas, e Dinâmica Sedimentar da Antepraia e Zona de Surfe do Sistema Lagunar, da Lagoa dos Patos, RS. Porto Alegre, Tese de Doutorado em Geociência, UFRGS, 189p.

Tomazelli, L. J. & Villwock, J. A. 1996. Quaternary Geological Evolution of Rio Grande do Sul Coastal Plain, Southern Brazil . Anais Acad. bras. Ciências, 68 (3): 373-382.

Tomazelli, L. J. & Villwock, J. A. 2000. O Cenozoico do Rio Grande do Sul: geologia da planície costeira. In: Holz, M. & De Ros, L.F (eds.). Geologia do Rio Grande do Sul. Edições CIGO/UFRGS, Porto Alegre, p. 375-406.

Villwock, J. A. 1984. Geology of the Coastal Province of Rio Grande do Sul, Southern Brazil. A Synthesis. Pesquisas, 16:5-49.

Villwock, J. A.; Tomazelli, L. J.; Loss, E. L.; Dehnhardt, E. A.; Horn Fº, N. O.; Bachi, F. A. & Dehnhardt, B. A. 1986. Geology of the Rio Grande do Sul Coastal Province. In: Rabassa, J. (ed.). Quaternary of South America and Atartic Peninsula. A.A. Balkema, Rotterdam. 4:79-97.

Villwock, J. A. & Tomazelli, L. J. 1995. Geologia Costeira do Rio Grande do Sul. Notas Técnicas do CECO-IG-UFRGS, Porto Alegre, 8:1-45.

Wetzel, R. G. 1975. W. B. Sauders Company, Philadelphia, London, and Toronto. Xii. Limnology. 743 p.

Zenkovich, V. P. 1969. Origin of barrier beaches and laggon coast. In: Lagunas Costeras, un Symposio. Mem. Simp. Intern. Lagunas Costeras. UNAM-UNESCO, 27-38.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Boletim do Laboratório de Hidrobiologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

B. Lab. Hidro.

E-mail: boletimlabohidro@ufma.br

ISSN 1982-6421 (Online)