ANÁLISE DA ESTRATÉGIA ALIMENTAR DE MACRODON ANCYLODON (BLOCH & SCHNEIDER, 1801) - (PERCIFORMES: SCIAENIDAE) DE UM ESTUÁRIO DO LITORAL OCIDENTAL DO MARANHÃO - BRASIL

Nivaldo M. Piorski, Fúlvia R. C. L. Maranhão, Railma M. V. Rocha, Jorge L.S. Nunes

Resumo


A dieta de Macrodon ancylodon (Bloch & Schneider, 1801) foi investigada analisando-se o conteúdo estomacal de 51 exemplares, com o comprimento padrão variando de 81-184mm, capturados por redes de espera e emalhe de deriva no estuário do rio Cocal, litoral ocidental do Maranhão, Brasil. A freqüência de ocorrência e a abundância das presas específicas foram utilizadas para descrever as estratégias alimentares empregadas pela espécie. O resultado apontou crustáceos decápodas e peixes como os itens mais abundantes da dieta. Conclui-se, que a espécie é carnívora generalista apresentando variações nas características morfológicas associadas com a alimentação e evidências de canibalismo.

 

ABSTRACT

Analysis of feeding strategy of pescadinha-gó Macrodon ancylodon (Bloch & Schneider, 1801) - (Perciformes: Sciaenidae) from a estuary of the ocidental coast of Maranhão - Brazil

The diet of Macrodon ancylodon (Bloch & Schneider, 1801) was investigated by analysis of the stomach contents of 51 specimes, with the standard length ranging from 81mm to 184mm. The specimes were captured by gill nets in the estuary of the Cocal river, Ocidental coast from Maranhão, Brazil. The occurrence frequency and the specific-preys abundance were used to describe the alimentary strategies employed by the species. The results pointed crustaceans decapods and fish as the most abundant itens of the diet. We concluded that M. ancylodon is carnivorous generalist, with variations in the morphological features associated with the feeding and it presents evidences of cannibalism.

 

Keywords: diet, Macrodon ancylodon, Maranhão, specialist, carnivorous, cannibalism.


Palavras-chave


estratégia alimentar, Macrodon ancylodon, Atlântico Ocidental, canibalismo.

Referências


AMUNDSEN, P.A.; GABLER, H.M. & STALDVIK, F.J. 1996. A new approach to graphical analysis of feeding strategy from stomach contents data – modification of the Costello (1990) method. Journal of Fish Biology, 48(4): 607-614.

CAMARGO, M. & ISAAC, V. 2004. Food categories reconstruction and feeding consuption estimatives for the Sciaenids Macrodon ancylodon (Bloch & Schneider), and the cogeneric fishes Stellifer rastrifer (Jordan) e Stellifer naso (Jordan) (Pisces, Perciformes) in the Caeté Estuary, Norhern Coast of Brazil. Revista Brasileira de Zoologia. 21(1): 85-89.

CASATTI, L. & MENEZES, N.A. 2003. Sciaenidae. In: BUCKUP, P.A. & MENEZES, N.A. (eds.). Catálogo dos Peixes Marinhos e de Água Doce do Brasil. 2.ed. URL: http://www.mnrj.ufrj.br/catalogo/ Última Atualização: 19/03/2003. (acesso 28/07/2005).

CERVIGÓN, F.; CIPRIANI, R.; FISHER, W.; GARI-BALDI, L.; HENDRICKX, M.; LEMUS, A. J.; MÁRQUEZ, R.; POUTIERS, J. M.; ROBAINA, G. & RODRÍGUEZ, B. 1993. Field guide to the commercial marine and brackish-water resources of the northern coast of South America. Roma, FAO. 513p.

CARVALHO-FILHO, A. 1999. Peixes da costa brasileira. 3ª ed. São Paulo: Editora Melro. 320p.

FERNANDES, G. L. 1981/82. Estudo da alimentação da corvina boca mole, Macrodon ancylodon (Bloch & Schneider, 1801) - Teleostei, Sciaenidae, na Ilha de São Luís. Boletim do Laboratório de Hidrobiologia. (4) 1: 51-64.

FONSECA, F.A.L. & CASTRO, A.C.L. 2000. Dinâmica da nutrição da pescada-gó, Macrodon ancylodon (Bloch & Schneider, 1801) (Teleostei: Sciaenidae), na costa do estado do Maranhão. Boletim do Laboratório de Hidrobiologia. 13: 43-49.

FROESE, R. & PAULY, D. (Editors). 2004. FishBase. World Wide Web electronic publication. www.fishbase.org. (acesso em 18/05/2005).

HAIMOVICI, M.; MARTINS, A.S & VIEIRA, P.C. 1996. Distribuição e abundância de peixes teleósteos demersais sobre a plataforma continental do sul do Brasil. Revista Brasileira de Biologia. 56(1):27-50.

ISAAC, V.J & BRAGA, Y.M.. 1999. Rejeição de pescado nas pescarias da região norte do Brasil. Arquivos de Ciência do Mar. 32: 39-54.

LÉOPOLD, M. 2004. Poisson de mer de Guyane. Éd. Ifremer, 216p.

NELSON, J. S. 1994. Fishes in the world. 3rd ed. John Wiley & Sons, Inc., New York. 600p.

SERPA, S.S.de. 2004. Análise comparativa da pesca de curral em dois municípios da Ilha de São Luís. Monografia (Graduação em Ciências Biológicas) UNICEUMA, São Luís – MA. 45p.

STRIDE, R. K. 1992. Diagnóstico da pesca artesanal marinha do Estado do Maranhão. CORSUP/EDUFMA, São Luís, 205p.

SUDENE/ Governo do Estado do Maranhão.1976. Pesquisas dos Recursos Pesqueiros da Plataforma Continental Maranhense. Recife,(Séries de Estudos de Pesca, 6). 67p.

YAMAGUTI, N. 1979. Diferenciação geográfica de Macrodon ancylodon (Bloch & Schneider, 1801) na costa brasileira, entre as latitudes 18º 36’S (Conceição da Barra, ES) e 32º 10’S (Barra do Rio Grande, RS). Etapa I. Boletim do Instituto Oceanográfico. 28(1): 53-118.

ZAVALA-CAMIN, L.A. 1996. Introdução aos estudos sobre a alimentação natural em peixes. Maringá: EDUEM, 129p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Boletim do Laboratório de Hidrobiologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

B. Lab. Hidro.

E-mail: boletimlabohidro@ufma.br

ISSN 1982-6421 (Online)