NOTA SOBRE DISTRIBUIÇÃO E OCORRÊNCIA DO FILO ONYCHOPHORA NO ESTADO DO MARANHÃO

Jucivaldo Dias Lima, Janaina Reis Ferreira, Maurício Araújo Mendonça

Resumo


Esta nota fornece as primeiras informações sobre a presença do Filo Onychophora no Maranhão. Coletamos cinco espécimes em três pontos distintos: no Município de São Pedro das Águas Brancas, centro-oeste do Maranhão; em São Luís, na Reserva Florestal do Itapiracó e no Município de Urbano Santos, na Fazenda Santo Amaro, nordeste do Maranhão. Encontramos todos os indivíduos durante o dia e sob o folhiço em locais úmidos e sombreados. A coleta em três pontos distintos sugere que os Onychophora podem ocorrer em várias localidades do Estado, assim, coletas sistemáticas são necessárias para dar suporte a um melhor entendimento da distribuição destes no Estado. Todos os espécimes coletados morfologicamente aparentam ser da mesma espécie.

 

ABSTRACT

Note on distribution of the phylum Onychophora in the state of Maranhão

This short communication presents information on the presence of the Phylum Onychophora in the state of Maranhão. We collected five specimens in three distinctive localities: in the municipality of  São Pedro das Águas Brancas, central-West of the state of Maranhão; in the Reserva Florestal do Itapiracó, and in the municipality of Urbano Santos, in the farm Santo Amaro, Northeast of the state of Maranhão. We found all individuals during the day and under the litter in humid and shaded places. The collection in three different places suggests that this phylum may be distributed in many other localities in the state of Maranhão. So, systematic collections are lacking for supporting a better understanding of its distribution in the state of Maranhão. All specimens seems to belong to the same species.

 

Key words: Distribution; onychphora, Maranhão; Brazil.

 


Palavras-chave


Distribuição;Onychophora; Maranhão; Brasil.

Texto completo:

PDF

Referências


BOUVIER, E. L., 1904. Les Oefeus des Onycophores. Museum d’ Historie Naturelle de Lyon. Nouv. Arch., 4(6): 1-50.

BOUVIER, E. L., 1907. Monographie des Onycophores-2. Peripaopsidae. Annls. S. Nat. Zool., 9(5):61-318.

BRUSCA, R. C. & BRUSCA, G. J., 1990. Invertebrates. Sinauer, Massachesetts.

ELOY, E. C. C., 2000. Análise Filogenética dos Onychophora. Monografia. Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa, PB. 25pp.

EVANS, R., 1901. Eoperipatus Butleri. J. Mier. Sei., 44:473-545.

GHISELIN, M. T., 1985. A movable feaster. A tiny, caterpillar-like carnivore has survived since all continentes were one. Nat. Hist., 9: 54-61.

RAMSKÖLD, L. & HOU X. G., 1991. New Early Cambrian animal and onychophoran affinities of enigmatic metazoans. Nature, 351: 225-228.

RAMSKÖLD, L., 1992. Homologies in Cambrian Onychophora. Lethalia, 25: 443-460.

RUPPERT, E. E. & BARNES, R. D., 1994. Invertebrate Zoology. Saunders College Publishing Co. Forth Worth.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Boletim do Laboratório de Hidrobiologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

B. Lab. Hidro.

E-mail: boletimlabohidro@ufma.br

ISSN 1982-6421 (Online)