Ictiofauna de três praias da baía da Ribeira, Angra dos Reis, Rio de JanEiro

Bruno C. Meurer, José V. Andreata, Luiz O. V. Oliveira, Maurício G. S. Baptista, Pablo A. S. C. Soares, Dirceu E. Teixeira, Felipe V. Manzano

Resumo


O presente trabalho objetiva descrever a composição, a distribuição, a abundância relativa e a riqueza das espécies de peixes que ocorrem em três praias da Baía da Ribeira, situada no município de Angra dos Reis, Rio de Janeiro. Coletas mensais foram realizadas de dezembro de 1998 a janeiro de 2000 em três áreas: a área 1, localizada na praia da Aroeira, a nordeste da Baía da Ribeira; a área 2, localizada na praia do canal do Bracuí, a oeste; e a área 3, localizada na praia do Saco Piraquara de Fora, a sudoeste. Foram capturados 509 espécimes, compreendendo 17 famílias e 28 espécies. As abundâncias relativas das 6 espécies mais representativas por área de coleta foram: Atherinella brasiliensis com 47,9%, Oligoplites saurus com 12%, Diapterus rhombeus com 9,6%, Gerres aprion com 7,3%, Chirocentrodon bleekerianus com 4,1% e Sphoeroides testudineus com 3,7%. A área 1 apresentou maior abundância relativa com 62,9% do total; a área 2 com 30% e a área 3 com 7,1%. A maior riqueza específica foi observada na área 1 com 6,8, seguida da área 3 com 6,0 e da área 2 com 4,1.

 

ABSTRACT

 

Ichthyofauna of three beaches of  Ribeira’s bay, Angra dos Reis, Rio de Janeiro

The aim of this paper is to describe the composition, the distribution, the relative abundance and the fishes species wealth that occur in three beaches of Baía da Ribeira, situated in Angra dos Reis’ municipal district, Rio de Janeiro. Monthly collections were accomplished from December 1998 to January 2000 in three areas: the area 1, located in the Aroeira beach, the Baía da Ribeira northeast; the area 2, located in the channel beach of Bracuí, to the west; and the area 3, located in the beach of Saco Piraquara de Fora, the southwest. Five hundred and nine specimens were captured, with 17 families comprehending 28 species. The relative abundance of the six more representative species by the collection areas were: Atherinella brasiliensis with 47.9%, Oligoplites saurus with 12%, Diapterus rhombeus with 9.6%, Eucinostomus aprion with 7.3%, Chirocentrodon bleekerianus with 4.1% and Sphoeroides testudineus with 3.7%. The area 1 showed a larger relative abundance with 62.9% from the total; the area 2 with 30% and the area 3 with 7.1%. Fish-species richness was observed in the area 1 with 6.8, followed by the area 3 with 6.0 and by area 2 with 4.1.

Key words: Community, fishes, beaches, bays

Palavras-chave


Comunidade, peixes, praias, baías

Referências


ANDREATA, J. V. 1987. Revisão das espécies de Gerreidae (Perciformes, Percoidei) que ocorrem no Litoral Brasileiro e relações entre os gêneros. Tese de Doutorado, Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, 233p.

ANDREATA, J. V. 1988. Revisão taxonômica do gênero Diapterus Ranzani, 1840 (Pisces, Perciformes, Gerreidae). Acta Biologica Leopoldensia, 10 (1): 59 – 103.

ANDREATA, J. V. 1989. Sobre a osteologia cefálica das espécies de Gerres Quoy & Gaimard, 1824 (Pisces, Perciformes, Gerreidae) que ocorrem em águas brasileiras. Acta Biologica Leopoldensia, 11 (2): 87 - 128.

ANDREATA, J.V.; SAAD, A.M. & MORAES, L.A. F. 1994. Contribuição à ecologia da comunidade de peixes da região da Baía da Ribeira, nas proximidades da central Nuclear de Angra I, Angra dos Reis, Rio de Janeiro. Acta Biologica Leopoldensia, 16 (2): 57 – 68.

ANDREATA, J. V.; MARCA, A.G.; SOARES, C. L. & SANTOS, R. S. 1997. Distribuição mensal dos peixes mais representativos da Lagoa Rodrigo de Freitas, Rio de Janeiro, Brasil. Revta bras. Zool., 14 (1): 121 - 134.

ANJOS, S.C. 1993. Composição, distribuição e abundância da ictiofauna da Baía da Ilha Grande (Rio de Janeiro - Brasil). Dissertação de Mestrado em Zoologia do Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 80p.

ARAÚJO, F. G.; CRUZ–FILHO, A. G.; AZEVEDO, M.C.C.; SANTOS, A. C. A. & FERNANDES, L.A.M. 1997. Estrutura da comunidade de peixes jovens da margem continental da Baía de Sepetiba. Acta Biologica Leopoldensia, 19 (1): 61 – 83.

BLABER, S. J. M. 1997. Fish and Fisheries of Tropical Estuaries. Ed. Chapman & Hall, Fish and Fisheries Series 22. 367p.

BRUM, M.J.I.; VETERE, M. I.; POMBO, V.R., & COSTA, W. J. E. 1981. “ Relatório Conclusivo de Nécton” In: Projeto de análise biológica de fauna e flora na região sob a influência da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto, Unidade I, em Angra dos Reis (RJ). Instituto de Biologia (UFRJ), Fundação Universitária José Bonifácio, Furnas, Centrais Elétricas S. A., Rio de Janeiro, 47p.

BRUM, M. J. I. 1983. Considerações sobre a biologia de Haemulon steindachneri (Jordan & Gilbert, 1982) - Pisces, Osteichthyes - ocorrentes na Região da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto, em Angra dos Reis (RJ). Dissertação de Mestrado em Zoologia do Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 150p.

CARVALHO FILHO, A. 1992. Peixes da Costa Brasileira. Marca d’água, São

Paulo, 304p.

COSTA, H. 1998. Uma avaliação da qualidade das águas costeiras do Estado do Rio de Janeiro. FEMAR, 261p.

FIGUEIREDO, J. L. & MENEZES, N.A. 1978. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. II. Teleostei (1). Museu de Zoologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 110p.

FIGUEIREDO, J.L & MENEZES, N.A. 1980. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. III. Teleostei (2). Museu de Zoologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 90p.

FIGUEIREDO, J. L & MENEZES, N. A. 2000. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. VI. Teleostei (5). Museu de Zoologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 116p.

FISCHER, W. (ed.). 1978. FAO Species Identification Sheets for Fisheries Purposes. Western Central Atlantic (Fishing Area). FAO, Rome, Vol. IV, pág. var.

MENEZES, N. A. & FIGUEIREDO, J. L. 1980. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. IV Teleostei (3). Museu de Zoologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 96p.

MENEZES, N. A. & FIGUEIREDO, J. L. 1985. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. V Teleostei (4). Museu de Zoologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 105p.

MEURER, B. C. 2000. Estrutura populacional de Diplectrum formosum (Linnaeus, 1758) e Diplectrum radiale (Quoy & Gaimard, 1824) da Baía da Ribeira, Angra dos Reis, Rio de Janeiro, Brasil. Dissertação de Mestrado em Ciências do Mar, Instituto de Ciências Biológicas e Ambientais da Universidade Santa Úrsula, Rio de Janeiro, 56 p.

OLIVEIRA, L. O. V. 2001. Aspectos biológicos de Diapterus rhombeus (Cuvier, 1829) (Perciformes, Gerreidae) da Baía da Ribeira, Angra dos Reis, Rio de Janeiro. Dissertação de Mestrado em Ciências do Mar, Instituto de Ciências Biológicas e Ambientais da Universidade Santa Úrsula, Rio de Janeiro, 50 p.

OSHIRO, L. M. Y. O. & ARAÚJO, F. G. 1987. Estudo dos peixes e crustáceos decápodes da Baía de Sepetiba, RJ. Simpósio Ecossistemas Costeiros do Sudeste-Sul do Brasil. Academia de Ciências de São Paulo, 3 (54): 283 - 297.

YÁÑEZ - ARANCIBIA, A. & SANCHEZ - GIL, P. 1988. Ecologia de los recursos demersales marinos. México, D. F., A. G. T. Editor, 228p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Boletim do Laboratório de Hidrobiologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

B. Lab. Hidro.

E-mail: boletimlabohidro@ufma.br

ISSN 1982-6421 (Online)