A PRÁTICA DA PESCA ENTRE OS GRUPOS INDÍGENAS DAS BACIAS DOS RIOS PINDARÉ E TURIAÇU, NO ESTADO DO MARANHÃO, NORDESTE DO BRASIL

Nivaldo Magalhães Piorski, Antonio Carlos Leal de Castro, Claudio Urbano Bittencourt Pinheiro

Resumo


As atividades relacionadas com a pesca, bem como as principais espécies de peixes capturados são estudadas em aldeias indígenas dos povos Tenetehara/Guajajara , Ka’apor e Awá/ Guajá. As informações sobre as atividades de pesca e processamento do pescado foram obtidas através de entrevistas dos tipos informal e semi-estruturada. As espécies de peixes utilizadas pelos índios foram identificadas diretamente com o uso de bibliografia especializada, sendo listada 36 espécies, distribuídas em 6 ordens e 17 famílias. A captura de espécies endêmicas e de espécies de pequeno porte sugerem a ocorrência de espécies novas na região. As artes de pesca utilizadas tendem a variar de acordo com o povo indígena, sendo as principais o arco e flecha, o anzol e o timbó (Derris sp, Leguminosae), de onde é extraída a rotenona. Entre os Ka’apor e Awá/ Guajá, o pescado é conservado através de um processo denominado “moqueado”, uma espécie de defumação; os Guajajara, por outro lado, usam o gelo e a salga para conservação do pescado. Neste trabalho são apresentadas algumas alternativas de uso do ambiente voltado especialmente para a aquicultura com o objetivo e melhorar a condição de vida dos índios da região estudada.

 

ABSTRACT

The activities related with fishery, as well the principal fish species caught by indigenous groups were studied in indian settlements of the Tenetehara/Guajajara , Ka’apor e Awá/ Guajá nations. Information on fishery activities and processing of the fish caught were obtained by interviewing methods. The species caught by the indigenous groups were identified in loco by using specialized bibliography. We identified 36 species in 6 orderns and 17 families. The presence of endemic species and of small sized species suggest that new species may occur in the region. There is a variation in the fishery equipment used by the Indians, which depend on the indigenous in consideration. The principal  fishery equipment are bow and arrow, fishhook and timbó (Derris sp, Leguminosae), a plant that is a source of rotenone (insecticide and fish poison), which can be extracted from the roots. The Ka’apor and Guajá groups preserve the fish caugth by a process called “moqueado”, a type of curing; in the orgder hand, the Guajajara people use ice and salt to preserve the fish. In this paper we present some alternatives of use for the environment, particulare in aquiculture, with the aim of improving the life condition of the indigenous groups of the studied region.

Keywords: Fishery, indigenous People, Ethnobiology.


Palavras-chave


Pesca, Povos Indígenas, Etnobiologia

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Boletim do Laboratório de Hidrobiologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

B. Lab. Hidro.

E-mail: boletimlabohidro@ufma.br

ISSN 1982-6421 (Online)