DINÂMICA POPULACIONAL DO BAGRE GURIBU (Hexanematichthys herzbergii) (TELEOSTEI, ARIIDAE) do estuário do Rio Anil (Maranhão-Brasil)

Evaristo Silva Araújo Júnior, Antonio Carlos Leal de Castro, Milton Gonçalves da Silva Júnior

Resumo


O presente estudo aborda a avaliação de estoque do Hexanematichthys herzbergii no estuário do rio Anil, com relação às estimativas de crescimento, mortalidade e taxa de explotação da espécie. Foram realizadas capturas bimestrais nos períodos de maio de 2000 a janeiro de 2003, utilizando redes de emalhar em quatro pontos de coleta no estuário. Foram capturados 9.828 indivíduos, com comprimentos variando entre as classes de 10,0 e 49,2 cm, sendo mais freqüentes entre as classes de 14,8 e 22,8 cm. As análises foram efetuadas a partir de dados de frequência de comprimento, através das rotinas incluídas no pacote FISAT (FAO/ ICLARM Stock Assessment Tools). Os parâmetros de crescimento da equação de von Bertalanffy foram estimados para todo o período, sendo L¥= 51,05 cm, K= 0,15 ano-1, C= 0,2 e Wp= 0,6. A taxa de mortalidade total (Z), calculada pela curva de captura e por métodos baseados no comprimento médio dos indivíduos capturados, foi de 0,89 ano-1. A taxa de mortalidade natural (M), estimada pela equação empírica de Pauly, foi de 0,43 ano-1, e a taxa de mortalidade por pesca (F) foi de 0,46 ano-1. A taxa de explotação foi de E=0,52 ano-1, mostrando que o estoque está sendo capturado com um certo grau de intensidade. De acordo com a curva de probabilidade de captura foi estimado o comprimento médio de primeira captura (L50) de 13,88 cm.

 

Abstract

 

Population Dynamics of The Bagre Guribu (Anus Herzbergíi) (Teleostei, Ariidae), using the Method of Distribution of Length -Frequency - FiSAT

 

This study does a stock assessment of the Hexanematichthys herzbergii in the estuary of Anil River, regarding the structure, growth and species mortality. Captures were made each two months between May/2000 and January/2003, using gill nets in four collect points of the estuary. A total of 9.828 specimens of Hexanematichthys herzbergii were sampled, with lengths varying between 10,0 and 49,2 cm. The more frequent of them were about 14,8 and 22,8 cm. The analyses were based on length frequency data using FISAT software. Fitting the seasonalized von Bertalanfy growth function to these data gave the following growth parameters: L¥= 510.52 mm asymptotic length, K = 0.15 year-1, C = 0.2 and Wp = 0.6. Using the seasonalized length converted catch curve, the estimated total mortality (Z) was 0.89 year-1. The natural mortality (M) estimated by Pauly’s empirical equation was 0.43 year-1, while the fishing mortality (F) was 0.46 year-1. The exploitation rate was E = 0.52 year-1, showed that fishing pressure on the stock has a reasonable intensity degree. The analysis of probability of capture estimated the medium length a first capture (L50) was 13,888 cm.

 

Keywords: Population dynamics, length frequency, Hexanematichthys herzbergii, Anil River.

 

 


Palavras-chave


dinâmica populacional, freqüência de comprimento, Hexanematichthys herzbergii, rio Anil.

Referências


BEVERTON, R, J. H., HOLT, S. J. 1956. A review of methods for estimation of mortality rates in exploted fish populations, with special reference to source of bias in catch samping. Rapp. P. - v. Reun CIEM 140,67-83.

BHATTACHARYA, C. G. 1967. A simple method of resolution of a distribution into Gaussian components. Biometrics, 23:115-135.

BRAGA, F.M.S. 2001. Crescimento e mortalidade de Leporinus friderici (Ostariophysi, Anostomidae) na represa de Volta Grande, rio Grande, localizada entre os Estados de Minas Gerais e São Paulo, Brasil. Acta Scientiarum 23(2):415-420.

CASTRO, A. C. L. 1997. Aspectos ecológicos da Ictiofauna da Ilha de São Luís — MA. UFMA. (Tese de Professor Titular). 72p.

CAMARGO, M. & ISAAC, V. J. 2003. Ictiofauna estuarina In: FERNANDES, M. E. B. (Org). Os manguezais da costa norte brasileira. Fundação Rio Bacanga, São Luís. 142 p.

CERGOLE, M. C. 1993. Avaliação do estoque da sardinha-verdadeira, Sardinella brasiliensis, da costa sudeste do Brasil, período de 1977 a 1990. São Paulo, SP. 245 p. (Tese de Doutorado. Instituto Oceanografia), USP).

CERVIGON, F., CIPRIANI, R., FISCHER, W., GARIBALDI, L., HENDRICKX, A. J., LEMUS, R., MARQUEZ, J. M., POUTIERS, G., ROBAINA & RODRIGUES, B. 1992. Guia de campo de Ias espécies comerciales marinas y de aguas salobres de La costa septentrional de Sul América. Roma: FAO, 513p.

ESPÒSITO, T. S. 2003. Estrutura populacional e composição alimentar do bagre guribu Hexanematichthys herzbergii (BLOCH, 1794) (Siluriformes: Ariidae), do rio Anil, ilha de São Luís-MA. Monografia de conclusão do curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Maranhão, São Luís. 28p.

FAGUNDES, L., ARFELLI, C. A., AMORIM, A. F. 2001. Parâmetros de crescimento e de mortalidade da albacora - bandolim, Thunnus obesus, capturada no litoral sudeste-sul do Brasil (1977-1995). Boletim do Instituto de Pesca, São Paulo, 27 (2): 175-184. FIGUEIREDO, J.L., MENEZES, N. A. 1978. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. II. Teleostei (1). São Paulo, Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo.

FIGUEIREDO, J. L. & MENEZES, N. A., 1978. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil II. Teleostei (1). Museu de Zoologia, Universidade de São Paulo. 110 p.

FISCHER, W. 1978. FAO species Identification sheets for fishers purposes. Western Central Atlantic (Fishing Área 31). Rome, FAO, v. 1-7.

FONTELES-FILHO, A.A. 1989. Recursos pesqueiros. Biologia e dinâmica populacional. Ed. da Imprensa Oficial do Ceará, Fortaleza.

GAYANILO Jr., F. C. & PAUL Y, D. 1997. FAO - ICLARM Stock Assessment Tools (FISAT) Reference Manual. FAO Computerized Information Series (Fisheries), 8 (2): 249p.

GERCO, 1998. Programa Estadual de Gerenciamento Costeiro - Hidrologia. Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Coordenadoria de Programas Especiais, Governo do Estado do Maranhão, São Luís, MA.

GOMIERO, L.M., CARMASSI, A.L. e BRAGA, F.M.S. Crescimento e mortalidade de Brycon opalinus (Characiformes, Characidae) no Parque Estadual da Serra do Mar, Mata Atlântica, estado de São Paulo. Biota Neotrop. Jan/Apr 2007 vol. 7, no. 1

JURAS, A. A., MARTINS-JURAS, I. A. G., CASTRO, A. C. L. & COSTA, M. L. 1983. Sub-Projeto. In: UFMA/LABOHIDRO. Levantamento ictiofaunístico do estuário do rio Cururuca (Município de Paço de Lumiar, Ilha de São Luís - MA); relatório final São Luís, MA.

LOPES, G. N. 2007. Análise da ecomorfologia de duas espécies de bagres (TELEOSTEI: SILURIFORMES: ARIIDAE) do rio Paciência (Maranhão, Brasil). Monografia apresentada ao Curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Maranhão - UFMA. São Luís, 30p

LOPES, M. J. S., LAVÔR-FERNANDES, G. & MELO, O. T. 1994. Estudo do plâncton (fito e zooplâncton) e de fatores físicos e químicos na região estuarina dos rios Bacanga e Anil - São Luís/M A; relatório técnico. São Luís, MA.

LOWE-McCONNELL, R.H. 1999. Estudos ecológicos de comunidades de peixes tropicais. Ed. da Universidade de São Paulo, São Paulo.

MARTINS - JURAS, I. de A. G. 1989. Ictiofauna estuarina da ilha do Maranhão (MA -BRASIL). São Paulo, SP. 184 p. (Tese de Doutorado. Instituto Oceanográfico, USP).

PAUL Y, D. 1980. On the interrelationships between natural mortality, growth parameters, and mean environmental temperature in 175 fish stocks. J. Cons. Int. Expl. Mer, 39(2): 175-192.

__________. 1983. Length - converted catch curves: a powerfül tool for fisheries research in the tropics (Part I). Fishbyte, l (2); 9-13.

__________. 1984. Fish population dynamics in Tropical waters: a manual for use with programmable calculators. ICLARM Stud. Rev., (8): 17-21.

__________. 1986. On improving operation and use of the ELEFAN programs: improving the estimation of L«,. Fishbyte 4(1), 18 — 20.

__________. 1998. Tropical fishes: patterns and propensities. Journal of Fish Biology, 53: Supplement A, 1-17.

PAUL Y, D. & N. DAVID. 1981. ELEFAN I, a basic program for the objective extraction of growth parameters from length-frequency data. Meeresforschung, 28 (4): 205-211.

PENNA, M.A.H., VILLACORTA-CORRÊA, M.A., WALTER, T. & PE- TRERE-JR., M. 2005. Growth of the Tambaqui Colossoma macropomum (Cuvier) (Characiformes: Characidae): Which is the best model? Braz. J. Biol. 65(1):129-139.

PINHEIRO - JR., J. R. CASTRO, A. C. L. GOMES, L. N. 2005. Estrutura da comunidade de peixes do estuário do rio Anil, ilha de São Luís, MA. Arq. Ciên. Mar., Fortaleza, 38: 29-38.

REGO, F. A. N. 1988. Análise ictiofaunistica do estuário do rio Tibirí, Ilha de São Luís-MA. Monografia apresentada ao Curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Maranhão - UFMA. São Luís, 40p.

SPARRE, P., URSIN, E. & VANEMA, S, C. 1991. Introduction to tropical fish stock assessment. Part I: Manual FAO Fish. Tech. Pap. 306. l, Ver. 2. Rome, FAO. 407p.

TAYLOR, C.C. 1958. Cod growth and temperature. J. Cons. Int. Explor. Mer. 23:366-370.

VETTER, E.F. 1988. Estimation of natural mortality in fish stocks: a review. Fishery Bulletin, Seathe, 86 (1): 25-43.

WETHERALL, J. A. 1986. A new method for estimating growth and mortality parameters from length-frequency data. Fishbyte 4(1), 12-15.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Boletim do Laboratório de Hidrobiologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

B. Lab. Hidro.

E-mail: boletimlabohidro@ufma.br

ISSN 1982-6421 (Online)