ESTUDO DA BIOLOGIA REPRODUTIVA DE Rhizoprionodon porosus POEY, 1861 (CONDRICHTHYES: CARCHARHINIDAE) NA PLATAFORMA CONTINENTAL DO ESTADO DO MARANHÃO, BRASIL

Monica Rejany Barros Machado, Zafira de Almeida da Silva, Antonio Carlos Leal de Castro

Resumo


O tubarão rabo seco Rhizoprionodon porosus é uma espécie típica de águas tropicais, sendo abundante no litoral brasileiro. Este trabalho tem por objetivo acrescentar informações sobre a dinâmica populacional dos elasmobrânquios de águas maranhenses, evidenciando a biologia reprodutiva desta espécie.

Para o estudo foram capturados exemplares na costa do Maranhão com rede de emalhar do tipo serreia. No período de novembro/97 a dezembro/98, foram analisados 173 espécimes, sendo 139 machos e 34 fêmeas. Em laboratório foram tomados dados biométricos e biológicos. Comprimento total variou de 36,5 a 104 cm para machos e de 36 a 84,3 cm para fêmeas. Duas fases de maturação relacionadas ao tamanho e ao estado do clásper foram identificados para os machos: juvenil (35,2%) e adulto (64,8%). As fêmeas foram classificadas como juvenil (47%), adultas (29,5%) e grávidas (23,5%). Nestas ultimas o diâmetro do maior ovócito apresentou um crescimento simultâneo ao aumento dos embriões, indicando que as mesmas estavam aptas para uma nova ovulação logo após o parto.

Os dados presentes sugerem um tamanho da primeira maturação sexual para as fêmeas entre 70 a 75 cm e para os machos 65 a 70 cm. De acordo com os valores obtidos para o índice hepatossomático, o período reprodutivo de Rhizoprionodon porosus tem início a partir do mês de setembro. Este índice aumentou a partir de maio/98, com pico em julho/98, correspondendo ao período anterior à reprodução e de maior reserva energética. A variação dos valores obtidos para o índice hepatossomático para ambos os sexos refletiu tendências de oscilações semelhantes ao Fator de Condição, determinado pelas médias mensais.

As fêmeas  apresentaram estes valores inferiores aos dos machos. Em geral, valores maiores significam investimento energético, os mínimos coincidem com a atividade reprodutiva da espécie, fato associado aos gastos metabólicos decorrentes deste processo.

ABSTRACT

The Caribbean sharpnose shark Rhizoprionodon porosus is a typical species of tropical waters, being abundant in the Brazilian coast. This work has for objetctive to increase information on the population dynamics of elasmobranchs maranhenses livving of Maranhão State, high lighting the its reproductive biology. For the study specimens were captured with gill nests of the type “serreia”. In the period novembro/97 to December/98 , 173 specimens were analyzed, being 139 males and 34 females. In laboratory given biometric and biological data were taken. The total length varied of 36,5 to 104 cm for males and 36 to 84,3 cm to females. Two maturation related to the size and the state of the clasper maturation were identified for the males: juvenile (35.2 %) and adults (64.8 %).

The females were classified as juveniles (47 %) , adults (29.5 %) and pregnant (23.5 %). For the later the diameter of the largest oocyte presented a simultaneous growth to the increase of the embryos , indicating that the same ones were soon capable for a new ovulation after childbirth. The present data suggest a size at first sexual maturation for the females from 70 and 75 cm for the males and 65 to 70 cm. In agrément with the values ​​obtained for the index hepatosomatic, the reproductive period Rhizoprionodon porosus starts as from the month of September.

This index increased from May/98, picking as in July 98 , corresponding to the period prior to reprodution and of larger energetic reserves. The variations of values ​​obtained for the hepatosomatic index for both sexes reflected tendencies of oscillations similar to the condition factor, determined by monthly averages. Females showed these lower values ​​than males. In general, larger values ​​mean energy investment , the minima coinciding with the reproductive activity of the species,  fact associated to the current metabolic expenses of this process.

 

 


Palavras-chave


Biologia Reprodutiva; Rhizoprionodon porosus; Estado do Maranhão

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Boletim do Laboratório de Hidrobiologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

B. Lab. Hidro.

E-mail: boletimlabohidro@ufma.br

ISSN 1982-6421 (Online)