EVALUATION OF THE MANAGEMENT PLAN OF THE BACANGA STATE PARK, ISLAND OF MARANHÃO, NORTHEAST,BRAZIL

Adriana Alves Santos Andrade, Antonio Leal de Castro

Resumo


The accelered demographic growth has been causing alterations of the natural landscape and an inadequate exploration of the natural resources. Of those processes, are important conserving parts of environments, to protect the biological diversity and improve the quality of life of the present and future generations. The guidelines for the management of protected area and the appropriate use of your natural resources should be present in the management plan. The goals of this work were evaluate the Management Plan of the Bacanga State Park elaborated in 1992 and your updating document elaborated in 2002. The Management Plan was well elaborated and it presented good programs for be accomplished in the Park, however the non implement of the programs provoked serious consequences for the protected area, as illegal invasion, deforestation, burned, among other problems. Differently of the Management Plan, the updating document failed in several points of your goals and development. It’s suggested to change the category of the Bacanga State Park, of the group of Integral Protection for a category of the group of Sustentainable Use.

O crescimento demográfico acelerado tem causado alterações da paisagem natural e a exploração inadequadados recursos naturais. Para reduzir este processo a conservação do ambiente é importante paraproteger a diversidade biológica e melhorart a qualidade de vida das gerações presentes e futuras. Asdiretrizes para o manejo de áreas protegidas e o uso apropriado de seus recursos devem estar presentesno Plano de Manejo de uma unidade de conservação. O objetivo deste trabalho foi avaliar o Plano deManejo do Parque Estadual do Bacanga elaborado em 1992 e seu documento atualizado elaborado em2002. O Plano de Manejo foi bem elaborado e apresentou bons programas para ser acompanhado noParque, contudo a não implementação dos programas provocou sérias consequências para a área protegida,como invasão ilegal, desmatamento, queimadas, entre outros problemas. Diferentemente do Plano deManejo, o documento atualizado falhou em vários pontos de seus objetivos e desenvolvimento. Sugerese,a partir das informações obtidas, a mudança da categoria do Parque Estadual do Bacanga do grupo deProteçõa Integral para a categoria do grupo de Uso Sustentável.Palavras-chave: plano de manejo, área protegida, parque, Bacanga.


Palavras-chave


management plan, protected area, park, Bacanga

Referências


ELETRONORTE, Superintendência de Meio Ambiente. 2002. Parque Estadual do Bacanga: Atualização do Plano de Manejo. São Luís. 30 p.

IBAMA. 1996. Roteiro metodológico para o planejamento de unidades de conservação de uso indireto. (versão 3.0). Brasília: IBAMA/ GTZ. 110 p.

IBAMA. 2002. Roteiro metodológico de planejamento: parque nacional, reserva biológica, estação ecológica. Brasília: Del Rey. 135p.

SEMATUR, Secretaria de Meio Ambiente e Turismo. 1992. Plano de manejo do Parque Estadual do Bacanga. São Luís. 125 p.

MANNIGEL, E.; PARAISO, L.B.; PARREIRAS, C.P. 2002. Participação como estratégia para a resolução de conflitos na gestão de três unidades de conservação ambiental da Mata Atlântica em Minas Gerais, Brasil. In: III Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação. Anais. Fortaleza: Rede Nacional Pró-Unidade de Conservação. Fundação O Boticário de proteção à Natureza: Associação caatinga, 1v.

PARANÁ, Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e do Meio Ambiente. 1990. Coletânea de legislação ambiental Federal e Estadual. 2 ed. Curitiba. 536 p.

ANON. 1994. Guidelines for Protected Áreas Management Categories. IUCN and World Conservation Monitoring Centre, Gland, Switzerland and Cambridge.

SILVA, M. 2005. The Brazilian Protected Areas Program. Conservation Biology. 19 (3): 608-6111.

MORSELLO, C. 2001. Áreas protegidas públicas e privadas: seleção e manejo. Annablume. São Paulo. FAPESP. 344P.

FONSECA, M. F. P. 2003. Desmatamento no Parque Estadual do Bacanga. Monografia de Especialização. São Luís.

ROCHA, L. E. 2003. Impactos ambientais relevantes e suas principais medidas mitigadoras no Parque e seus reflexos no Parque Estadual do Bacanga. Monografia de Especialização. São Luís.

RIBEIRO, I. A. 2003. Principais impactos ambientais e seus reflexos no Parque Estadual do Bacanga. Monografia de Especialização. São Luís.43 p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Boletim do Laboratório de Hidrobiologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

B. Lab. Hidro.

E-mail: boletimlabohidro@ufma.br

ISSN 1982-6421 (Online)