MACROFAUNA BÊNTICA DE SUBSTRATOS MÓVEIS DE UM MANGUEZAL SOB IMPACTO DAS ATIVIDADES HUMANAS NO SUDOESTE DA ILHA DE SÃO LUÍS, MARANHÃO, BRASIL

Veronica Maria de Oliveira, Flavia Rebelo Mochel

Resumo


A macrofauna bêntica foi analisada quanto a sua composição específica, sua distribuição e quantificação nos diferentes habitats de um manguezal submetido a impactos ambientais no sudoeste da Ilha de São Luís. O manguezal estudado encontra-se próximo a comunidades rurais cujas atividades principais são a pesca e a agricultura de subsistência. Em diferentes locais, o manguezal apresenta impactos de erosão, assoreamento, corte de árvores, despejos de matadouro e resíduos de óleo advindos das atividades portuárias da Baía de São Marcos. A endofauna constitui-se de uma taxocenose Polychaeta – Bivalvia- Crustacea, com dominância de poliquetos (64%), bivalves (16,5%) e crustáceos (12%). O poliqueto Nereis oligohalina apresenta ampla distribuição do manguezal, formando associações com  Notomastus lobatos – Scoloplos texana e com Isolda pulchella – Lucina pectinata. A diversidade é mais baixa nas áreas impactadas por óleo e por despejos de matadouro do que nas áreas erodidas, assoreadas ou desmatadas. As áreas do manguezal situadas na franja e em processo visível de erosão e assoreamento apresentam um número significativamente maior de espécies errantes e escavadoras móveis, enquanto que nas bacias mais internas e estáveis apresentam um número significativamente maior de espécies sedentárias e tubícolas.

ABSTRACT

Species composition, distribution and quantification of macromenthic infauna were analysed along a mangrove area under environmental stress in southwest São Luís Island, Maranhão State, northern Brazil. Mangroves cover an area of 19,000 ha in São Luís Island and although this area is included in included in the region which has the largest and best developed mangroves of Brazil, São Luís is undergoing high degradation rates of its coastal ecosystems due to non-planned development. In the study area mangroves face different environmental impacts as erosion, sedimentation, logging, organic dispposal and oil release from ship activities in São Marcos Bay. Mangrove benthic infauna is representes by a Polychaeta – Bivalvia – Crustacea taxocenosis, with Polychaeta as the dominant group (64%) followed by Bivalvia (16,5%) and Crustacea (12%). The polychete  Nereis oligohalina occurs throughout the study area together with Notomastus lobatosScoloplos texana and Isolda pulchella – Lucina pectinata. Diversity is lower in the areas influenced by oil and organic matter than in areas of erosion and sedimentation. Fringe mangroves undergoing erosion/deposition events show significantly higher numbers of mobile and burrowing species, while basin and more stable mangrove areas show significantly higher number of sedentary and tubicolous species.

 


Palavras-chave


Manguezal; Endofauna; Polychaeta; Bentos; Maranhão

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Boletim do Laboratório de Hidrobiologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

B. Lab. Hidro.

E-mail: boletimlabohidro@ufma.br

ISSN 1982-6421 (Online)