HYPERSALINE INTERTIDAL HABITATS ON THE COAST OF MARANHÃO, NORTHERN BRAZIL: AN INTRODUCTION

Marcio Costa Fernandes Vaz dos Santos, Joseph C Zieman, Dorothy Sue Dunn de Araujo

Resumo


O litoral maranhense caracteriza-se por seus extensos manguezais, que cobrem mais da metade dos seus 640 km de linha de costa. A região costeira maranhense encontra-se exposta a um clima sazonalmente seco, com uma precipitação anual média de 1952 mm, concentrados no período de dezembro a julho. Esta combinação de clima sazonalmente seco e extensos terrenos intertidais é propícia ao desenvolvimento de água e solos hipersalinos.

Em concentrações elevadas, geralmente acima de 100 ppt, a salinidade pode levar à total eliminação da cobertura vegetal da zona intertidal gerando os “apicuns”.

Não há duvida que os apicuns sejam os principais ambientes hipersalinos da zona intertidal maranhense, contudo ainda não sabemos se eles são os únicos, abrindo assim a possibilidade de que outros sistemas hipersalinos, tais como “ salt pans” e “sabkhas”, também ocorram no nosso litoral. Dessa maneira, o objetivo principal do presente trabalho é propiciar uma base teórica sobre as características e peculiaridades dos principais sistemas hipersalinos da região intertidal, constituindo assim um primeiro passo na direção do estudo da diversidade de ambientes hipersalinos do litoral maranhense.

ABSTRACT

Maranhão state, Northern Brazil, has extensive mangrove forests fringing more than half of its 640 km coastline. The coast has a seasonally dry climate with average annual rainfall of 1952 mm, falling mostly between December and July. The combination of climate and extensive intertidal zones has led to porewater and soil hypersalinity, which in turn play an important role in the development of mangrove zonation patterns. Extreme salinity levels, (usually over 100 ppt) can lead to the elimination of intertidal plant cover, forming salt barrens, known locally as “apicuns”. There is no doubt that the apicum is the main hypersaline intertidal environment in Maranhão state. We still do not know, however, whether other hypersaline environments, such as salt pans and sabkhas, do occur along this coast. The characteristics abd peculiarities of several intertidal hypersaline environments are discussed here to provide a basis for future studies of the diversity of Maranhão’s coastal hypersaline environments.

 


Palavras-chave


Intertidal zone, hipersalinity, mangrove, Maranhão state, salt flat, salt

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Boletim do Laboratório de Hidrobiologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

B. Lab. Hidro.

E-mail: boletimlabohidro@ufma.br

ISSN 1982-6421 (Online)