RELAÇÃO PESO-COMPRIMENTO E FATOR DE CONDIÇÃO DO URITINGA, Hexanematichthys proops, (VALENCIENNES, 1840) (SILURIFORMES, ARIIDAE), CAPTURADO NO LITORAL OCIDENTAL DO MARANHÃO

James Werllen de Jesus Azevedo, Antonio Carlos Leal de Castro

Resumo


Neste trabalho, foram analisados a relação peso-comprimento e o fator de condição do uritinga, Hexanematichthys proops, capturado no litoral Ocidental do Maranhão no período de novembro de 2005 a agosto de 2006. A analise da relação peso-comprimento, mostrou diferença significativa entre os sexos e um crescimento do tipo alométrico positivo. O fator de condição mostrou-se mais elevado no período de junho a agosto e mais baixo no período de novembro a abril indicando para esse período uma diminuição da atividade alimentar e aumento da atividade gonadal, além disso, os resultados do fator de condição para os machos foram significativamente mais elevados que os das fêmeas.

Palavras-chave: Hexanematichtys proops, Ariidae, Coeficiente de alometria.

Abstract

Length-weight relationship and condition factor for crucifix sea catfish, Hexanematichthys proops, Valenciennes, 1840, (Siluriformes, Ariidae) captured on the in the western coast of Maranhão.

The aim of this paper was to analyze the length-weight relationship and the condition factor for crucifix sea catfish, Hexanematichthys proops, captured on in the Western coast of Maranhão between November 2005 and August 2006. Analysis of the weight-length relationship, showed significant differences between the males and females of the species, and an positive allometric growth pattern. The factor of condition proved to be higher in the period from June to August and the lowest in the period from November to April indicating a decrease in feeding activity and higher gonadal activity, the results of the condition factor were significantly higher in males than females.

Key words: Hexanematichthys proops, Ariidae, Allometry coefficient.


Referências


ALMEIDA, Z. S.; CASTRO, A. C. L.; PAZ, A. C.; RIBEIRO, D.; BARBOSA, N.; RAMOS, T. 2006. Diagnóstico da pesca artesanal no litoral do Estado do Maranhão. In: ISAAC, V. J.; HAIMOVICI, M.; MARTINS, A. S.; ANDRIGUETO, J. M.; (Org). A pesca marinha e estuarina do Brasil no início do século XXI: Recursos, tecnologias, aspectos socioeconômicos e institucionais. Belém. Universidade Federal do Pará. 188p.

ARAÚJO, F. G. 1984. Hábitos alimentares de três bagres marinhos (Ariidae) no estuário da Lagoa dos Patos (RS), Brasil. Atlântica, 7: 47-63.

ARAÚJO, F. G. 1988. Abundância relativa, distribuição e movimentos sazonais de bagres marinhos (Siluriformes, Ariidae) no estuário da Lagoa dos Patos, RS. Revista Brasileira de Zoologia 5 (4): 509-543.

ARAÚJO, F. G. & VICENTINI, R. N. 2001. Relação peso - comprimento da corvina Micropogomias furnieri (Desmarest) (Pisces, Sciaenidae) na Baía de Sepetiba, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Zoologia, 18, (1): 133-138.

AZEVEDO, M. C. C., ARAÚJO, F. G., CRUZ-FILHO, A. G., GOMES, I. D. & PESSANHA, A. L. G. 1999. Variação espacial e temporal de bagres marinhos (Siluriformes, Ariidae) na Baía de Sepetiba, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Biologia, 59 (3): 443-454.

BARBIERI, G., SANTOS, R. P. & ANDREATA, J. V. 1992. Reproductive biology of the marine catfish, Genidens genidens (Siluriformes, Ariidae), in the Jacarepaguá Lagoon system, Rio de Janeiro, Brazil. Environmental Biology of Fishes 35: 23-35.

BARBIERI, G., HARTZ, S & VERANI, J. R. 1996. O fator de condição e índice hepatossomático como indicadores do período de desova de Astyanax fasciatus Cuvier, 1819, da represa do Lobo, São Paulo (Osteichthyes, Characidae). Iheringia, Ser. Zoolo, 81: 97-100.

CASTRO, A. C. L. 1997. Aspectos ecológicos da Ictiofauna da Ilha de São Luís - MA. UFMA. (Tese de Professor Titular). 72p.

CHAVES, P. T. C. 1994. A incubação de ovos e larvas em Genidens genidens (Valenciennes) (Siluriformes, Ariidae) da Baía de Guaratuba, Paraná, Brasil. Revista Brasileira de Zoologia. 11(4): 641-648.

CRAIG, I. D. H. 1980. Contribuição ao conhecimento da fauna íctica costeira da região de Peruíbe, SP. I: Família Ariidae. Revista Brasileira de Biologia. 40 (4): 755-758.

FÁVARO, L. F., FREHSE, F. A., OLIVEIRA, R. N. & JÚNIOR, R. S. 2005. Reprodução do bagre amarelo, Cathorops spixii (Siluriformes, Ariidae), da Baía de Pinheiros, região estuarina do litoral do Paraná, Brasil. Revista Brasileira de Zoologia, 22 (4): 1022-1029.

FONTELES - FILHO, A. A. 1989. Recursos pesqueiros: Biologia e dinâmica populacional. Fortaleza: Imprensa Oficial do Ceará.

FROESE, R. 2006. Cube law, condition factor, and weight-length relationships: history, meta-analysis and recommendations. Journal of Applied Ichthyology, 22(4): 241-253.

GIARRIZZO, T. & SAINT-PAUL, U. 2008. Ontogenetic and seasonal shifts in the diet of the pemecou sea catfish Sciades herzbergii (Siluriformes: Ariidae), from a macrotidal mangrove creek in the Curuçá estuary, Northern Brazil. Rev. Biol. Trop. (Int. J. Trop. Biol. ISSN-0034-7744) Vol. 56 (2): 000-000, (in press).

GOMES, I. D. & ARAÚJO, F. G. 2004. Reproductive biology of two marine catfishes (Siluriformes, Ariidae) in the Sepetiba Bay, Brazil. Revista de Biologia Tropical. 52 (1): 143-156.

GOULART, E. & VERANI, J. R. 1992. Proporção sexual, relação peso/ comprimento e fator de condição de Hypostomus commersonii Valenciennes, 1840 (Osteichthyes, Loricariidae) da represa Capivari-Cachoeira, Paraná, Brasil. Revista Unimar, 14: 19-33.

GUEDES, D. S. & VASCONCELOS FILHO, A. L. 1980. Estudo ecológico da região de Itamaracá, Pernambuco, Brasil. IX. Informações sobre alimentação dos bagres branco e amarelo (Pisces, Ariidae). Trabalhos Oceanográficos da Universidade Federal de Pernambuco, 15: 323-330.

GURGEL, H. C. B., BARBIERI. G., PEREIRA. J. A & VERANI. J. R. 1991. Estrutura populacional e variação do fator de condição do bagre amarelo, Arius luniscutis Cuvier e Valenciennes, 1840 (Siluriformes, Ariidae), do estuário do rio Potengí (Natal/RN). SEMINÁRIO REGIONAL DE ECOLOGIA, 6. São Carlos, Anais. São Carlos. p. 237-252.

GURGEL, H. C. B., BARBIERI. G. & VERANI. J. R. 1997. Análise do fator de condição de Metynnis cf. roosevelti Eigenmann, 1915 (Characidae, Myleinae) da lagoa Redonda, Município de Nísia Floresta, Rio Grande do Norte, Brasil. SEMINÁRIO REGIONAL DE ECOLOGIA, 8., Anais... São Carlos. p. 357-376.

GURGEL, H. C. B., ALBUQUERQUE, C, Q., SOUZA, D. S. L. & BARBIERI, G. 2000. Aspectos da biologia pesqueira em fêmeas de Cathrops spixii Spix e Agassiz, 1829 do estuário do rio Potengi, Natal/RN, com ênfase nos índices biométricos. Acta Scitiarum, Maringá.22 (2): 503-505.

ISAAC - NAHUM, V. J. & VAZZOLER, A. E. A. M. 1983. Biologia reprodutiva de Micropogonias furnieri (Desmarest, 1823) (Teleostei, Scianidae), 1. Fator de condição como indicador do período de desova. Boletim do Instituto Oceanográfico, 32(1): 63-69.

KIPLING, C. 1962. The use of scales of the brown trout (Salmo trutta L.) for the back-calculation of growth. J. Cons. Internat. l’Exploration de la Mer. 27: 304-315.

LECOMTE, F., MEUNIER, F. J. & ROJAS-BELTRAN, R. 1986. Donnes preliminiares sur la croissance de deux téléostéens de Guyane, Arius proops (Ariidae, Siluriforme) et Leporinus friderici (Anostomidae, Characoidei). Cybium, 10 (2): 121-134.

LECOMTE, F., MEUNIER, F. J. & ROJAS-BELTRAN, R. 1989. Some data on the growth of Arius proops (Ariidae, Siluriforme) in the estuaries of French Guyana. Aquatic Living Resource. 2: 63-68.

MELO, S. C. & TEIXEIRA, R. L. 1992. Distribuição, reprodução e alimentação de Cathorops spixii e Arius rugispinis (Pisces: Ariidae) do Complexo Mundaú/Manguaba, Maceió-AL. Revista Brasileira de Biologia, 52 (1): 169-180.

MEUNIER, F. J., ROJAS-BELTRAN, R., BOUJARD, T. & LECOMTE, F. 1994 Rythmes saisonniers de la croissance chez quelques Téléostéens de Guyane française. Revue D’Hydrobiologie Tropicale. 27 (4): 423-440.

MISHIMA, M. & TANJI, S. 1981. Distribuição geográfica dos bagres marinhos (Osteichthyes, Ariidae) no complexo estuarino lagunar de Cananéia (25°S, 48°W). Boletim do Instituto de Pesca. Vol 8. p. 157-172.

MISHIMA, M. & TANJI, S. 1982. Nicho alimentar de bagres marinhos (Teleostei, Ariidae) no complexo estuarino lagunar de Cananéia (25°S, 48°W). Boletim do Instituto de Pesca. Vol.9. p. 131-140.

OLIVEIRA, M. A. & NOVELLI, R. 2005. Idade e crescimento do bagre Genidens genidens na Baía da Lagoa do Açu, norte do Estado do Rio de Janeiro. Tropical Oceanography. Vol. 33(1). p. 57-66.

ORSI, M. L, SHIBATTA, O. A. & SILVA-SOUZA, A. T. 2002. Caracterização biológica de populações de peixes do rio Tibagi, localidade de Sertanopólis, In: M. E. Medri (Org.). A bacia do rio Tibagi. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2002, p 425-432.

PEDRA, M. L. R., OLIVEIRA, M. A. & NOVELLI, R. 2006. Biologia alimentar do bagre Genidens genidens (Valenciennes, 1839) na Barra da Lagoa do Açu, norte do Estado do Rio de Janeiro.

REIS, E. G. 1986. Reproduction and feeding habits of the marine catfish Netuma barba (Siluriformes, Ariidae) in the estuary of Lagoa dos Patos, Brazil. Atlântica. Vol. 8. p. 35-55.

RICKER, W. E. 1973. Linear regressions in fishery research. J. Fish. Res. Board Can. Vol. 30. p. 409-434.

RICKER, W. E. 1975. Computing and interpretation of biological statistics of fish populations. Bull. Fish. Res. Board Can, 191: 382.

RIMMER, M. A. & MERRICK, J. R. 1983. A review of reproduction and development in the fork-tailed catfishes (Ariidae). Proceedings of the Limnology Society. 107: 41-50.

ROJAS-BELTRAN, R. 1989. Quelques aspects de l’écologie alimentaire de trois mâchoirans (Teleostei, Siluriformes, Ariidae) de la Guyane. Cybium. 13(2): 181-187.

ROSSI-WONGTSCHOWSKI, C. L. B. 1977. Estudo das variações da relação peso total/comprimento total em função do ciclo reprodutivo e comportamento de Sardinella brasiliensis (Steindachner, 1879) da costa do Brasil entre 23° S e 28° S. Boletim do Instituto Oceanográfico, 26: 131-180.

SILVA, G. C., CASTRO, A. C. L. & GUBIANI, E. A. 2007. Biologia reprodutiva do Hexanematichthys proops (Valenciennes, 1840) (Siluriformes: Ariidae) no litoral ocidental maranhense. Iheringia. Série Zoologia, 27: 383-389.

STRIDE, R. K. 1992. Diagnóstico da pesca artesanal marinha do Estado do Maranhão. São Luís: EDUFMA.

VAZZOLER, A. E. A. de M. 1981. Manual de métodos para estudos biológicos de populações de peixes: crescimento e reprodução. Brasília: CNPq, Programa Nacional de Zoologia.

VAZZOLER, A. E. A. de M. 1996. Biologia de reprodução de peixes teleósteos: teoria e prática. Maringá: Eduem/SBI.

VERANI, J. R. 1980. Controle populacional em cultivo intensivo comparado entre a tilápia do Nilo, Sarotherodon niloticus (Linnaeus, 1757) e o tucunaré comum, Cichla ocellaris Schneider, 1801. Aspectos quantitativos. São Carlos: UFSCar, 1980, 116p. Dissertação (mestrado) - Departamento de Ciências Biológicas, Universidade Federal de São Carlos.

WEATHERLEY, A. H. & GILL, H. S. 1987. The biology of fish growth. .Londres: Academic Press.

WOOTTON, R. J. 1990. Ecology of teleostei fishes. Londres: Chapman e Hall.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Boletim do Laboratório de Hidrobiologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

B. Lab. Hidro.

E-mail: boletimlabohidro@ufma.br

ISSN 1982-6421 (Online)