COMPOSIÇÃO E ABUNDÂNCIA DA FAUNA DE CAMARÕES EM UM ESTUÁRIO DA REGIÃO NORTE DO BRASIL

Pablo Antonio Cruz, Shirley Amélia Leão, Jaison Frank Costa, Bianca Bentes

Resumo


Os camarões da família Penaeidae representam um importante recurso pesqueiro na Região Norte do Brasil. Com o intuito de identificar as espécies que habitam o estuário do Rio Caeté bem como estimar sua abundância sazonal, foram realizadas 6 amostragens em três locais desse estuário, utilizando-se de rede de arrasto manual (puçá), entre novembro/2007 e novembro/2008. Os locais de coleta foram estabelecidos levando em consideração fatores como tipo de fundo e proximidade com o mar. Foram capturados 1.538 indivíduos incluídos nas espécies: Farfantepenaeus subtilis, Litopenaeus schmitti, Xiphopenaeus kroyeri, Macrobrachium surinamicum e M. amazonicum sendo a primeira a espécie mais abundante (82,5% do total). A salinidade oscilou entre os meses de coleta e entre os locais, no entanto estas variações não apresentaram diferenças estatísticas significantes. Através de uma análise de agrupamento, foram delimitados dois grupos: o primeiro inclui os camarões coletados nos períodos “chuvoso e de transição para seco” e outro no “seco e de transição para chuvoso”. Este desenho corrobora a correlação entre salinidade e a abundância de camarões neste estuário confirmando a sazonalidade da atividade pesqueira neste estuário.

Palavras – Chave: Penaeidae, rio Caeté, Bragança, região Amazônica.


Abstract

COMPOSITION AND ABUNDANCE OF SHRIMP FAUNA IN AN ESTUARY OF THE BRAZILIAN NORTHERN REGION

Penaeid shrimps represent an important fishery resource in the northern Brazilian region. To identify the composition and seasonal variability of shrimp species inhabiting the Caeté River estuary, three sites were sampled six times during a year (November 2007 – November 2008) using a local fishing gear (puçá). Sampling sites were selected according to substrate type and proximity to the sea. A total number of 1.538 individuals were collected including five species: Farfantepenaeus subtilis, Litopenaeus schmitti, Xiphopenaeus kroyeri, Macrobrachiun surinamicum e M. amazonicum. F. subtilis was the most abundant species  representing 82,5% of the total abundance. Salinity varied between months and sampling sites, however, these variations were not statistically significant. A cluster analysis showed two major groups comprising: (1) shrimps collected during the rainy season and the transition to the dry season, and (2) shrimps collected during the dry season and the transition to the wet season. These results confirm previous findings where a correlation between salinity and shrimp abundance was found in this estuary.

 

Key - words: Penaeidae, Caeté river, Bragança, Amazonian region


Referências


AYRES, M.; AYRES JÚNIOR, M.; AYRES, D.L. & SANTOS, A.A.S. 2007. BioEstat, Aplicações Estatísticas nas Áreas das Ciências Biomédicas. Belém, Pará, Brasil. Versão 5.0. 357p.

BARLETTA, M.; BARLETTA-BERGAN, A.; SAINT-PAUL, U.; HUBOLD, G. 2004.The role of salinity in structuring the fish assemblages in a tropical estuary. Journal of Fish Biology vol. 66, 45–72.

BENTES, B.; MARTINELLI, J. M.; ALMEIDA, M. C.; CAVALCANTE, D. V.; SILVA, L. S. & ISAAC, V. 2011. Reproductive strategy of the Amazon River prawn – Macrobrachium amazonicum (Heller, 1862) (Decapoda, Caridea, Palaemonidae) – in two tidal creeks of the Guajará Bay, Belém, Pará, Brazil. 22p.

BENTES, B. S.; MARTINELLI, J. M.; SOUZA, L. S.; CAVALCANTE, D. V.; ALMEIDA, M. C. & ISAAC, V. J. 2011. Spatial Distribution Of The Amazon River Shrimp Macrobrachium Amazonicum (Heller, 1862) (Decapoda, Caridea, Palaemonidae) In Two Perennial Creeks Of An Estuary On The Northern Coast Of Brazil (Guajará Bay, Belém, Pará). Brazilian journal of Biology. Vol. 71.4.

BRAGA, T. M. P.; SILVA, L. M. A. & ISAAC, V. J. 1998. Biologia e pesca dos estoques de camarões da região estuarina do rio Caeté, Bragança-PA. 4º Congresso de Ecologia do Brasil. Ecossistema: com enfoque no contexto de seus componentes básicos. FCAP, 4-9.10.98, Belém, Pará, Brasil.

BURKENROAD, M. D. 1936B. A new species of Penaeus from the American Atlantic. Anais da Academia Brasileira de Ciencias 8: 315-318.

CALAZANS, N. K. F.; SILVA, E.; SOARES, M.; SOARES, R. & PEIXOTO, S. 2010. Influência da Salinidade no Crescimento, Sobrevivência e Osmolalidade da Hemolinfa do Camarão-Rosa (Farfantepenaeus Subtilis). Resumo. JEPEX 2010. Universidade Federal Rural de Pernambuco – Recife. 18 a 22 de outubro

CARVALHO, A. S. S. 2006. Composição, abundância, variação espaço-temporal e estrutura populacional dos camarões Penaeidae (Crustacea; Decapoda) do estuário de Curuçá, Litoral Nordeste do Pará, Brasil. Dissertação (Mestrado em Biologia Ambiental). Universidade Federal Do Pará, Bragança.

CERVIGON, F.; CIPRIANI, R.; FISHER, W.; GARIBALDI, L .; HENDRICKX, M.; LEMUS, A. J.; MÁRQUEZ, R .; POUTIERS, J. M.; ROBAINA, G. & RODRIGUES, B. 1992. Guia de Campo de Lãs Espécies Comerciales Marinas y de Águas Salobres de La Costa Septentrional de Sur América. Organizacion de las Naciones Unidas para la Agricultura y la Alimentacion. Roma, 512p.

CORRÊA, A. B & MARTINELLI, J. M. Composição da População de Camarão-Rosa Farfantepenaeus subtilis (Perez-Farfante, 1936) no estuário do Rio Curuçá, Pará, Brasil. Revista Científica da UFPA, V. 7, Nº01, 2009.

D’INCAO, F. 1999. Subordem Dendrobranchiata (camarões marinhos). In: Buckup, L.; Bond-Buckup, G. Os crustáceos do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS.

D’INCAO, F. 1995. Taxonomia, Padrões distribucionais e ecológicos dos Dendrobranchiata (Crustácea: Decapoda) do litoral brasileiro. Tese de Doutorado - Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

ESPIRITO-SANTO, R. V.; ISAAC, V. J.; SILVA, L. M. A.; MARTINELLI, J. M.; HIGUCHI, H.; SAINT-PAUL, U. 2005. Peixes e Camarões do Litoral Bragantino, Pará, Belém, Brasil. MADAM. 268p.

FREIRE, J. L.; MARQUES, C. B.; BENTES, B. S. Estrutura Populacional e Biologia Reprodutiva do Camarão-da-Amazônia Macrobrachium amazonicum (Heller, 1862) (Decapoda: Palaemonidae) Capturado em um Estuário da Região Norte, Bragança-Pará. Journal of Biology. 75p. 2011.

FREIRE, J. L.; BENTES, B. Aspectos sócio-ambientais das pescarias de camarões dulcícolas (M. amazonicum Heller, 1862 e M. rosenbergii De Man, 1879) (Decapoda, Palaemonidae) na região Bragantina - Pará - Brasil. Boletim do Laboratório de Hidrobiologia, v. 21, p. 52-61, 2009.

HERRERA, F. D.; URIBE, E. S.; RAMIRES, L. F. B & MORA, A. G. Critical thermal maxima and minima of Macrobrachium rosenbergii (Decapoda: Palaemonidae. J. Therm. Biol. V. 23 (1998).

HELLER, C. 1862. Beitrage sur naheren Kentiniss der in der Macrouren. Sitzungs. Akad. Wissensch., Wien 54 (1): 389 – 426.

HOLTHUIS, B. 1952. (Crustacea decapoda Natantia Of the Americas II) The Subfamily Palaemoninae. Los Angeles, Califórnia, USA.

ISAAC, V. J.; Dias Neto, J.; Damasceno, F. G. 1992. Camarão rosa da costa Norte. Biologia, dinâmica e administração pesqueira. Brasília, IBAMA – Coleção Meio Ambiente. Série Estudos Pesca. V. 1, 187p.

KEMPF, M..; COUTINHO, P. N.; MORAIS, J. O. Plataforma Continental do Norte Nordeste do Brasil. Trabalho do Instituto oceanográfico da Universidade Federal de Pernambuco v. 9, n. 11, 1967.

KOCH, V. 1999. Epibenthic production and energy flow in the Caeté mangrove estuary. North Brazil. Tese de doutorado. Alemanha, Bremen: Universität Bremen. 97pp.

LARA, R. 2003. Amazonian Mangroves. A Multidisciplinary case study in Pará State, Northe Brazil: Introduction. Wetlands ecology and management 11: 217-221.

MARTINELLI, J. M. 2005. Estrutura populacional dos camarões Penaeidae no estuário do rio Caeté, litoral Norte do Brasil. Belém, Pará. Tese de doutorado. Universidade Federal Do Pará. Belém. 174p.

PÉREZ FARFANTE, I. 1967. Western Atlantic Shrimps of the Genus Penaeus. Bureau of commercial, fisheries, systematics laboratory, Washington 461 – 469.

PÉREZ FARFANTE, I. & KENSLEY, B. 1997. Penaeoid and Sergestoid Shrimps and Prawns of the World. Keys and diagnoses for the families and genera. Mémoires Du Muséum National d’Histoire Naturelle, Paris, V.175, 233p.

PINTO-MARQUES, A. S. 2006. Composição e Abundância das Larvas de Camarão em um Canal-de-Maré do Litoral Amazônico, Pará, Brasil. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Federal do Pará. Belém–PA. 37p.

SCHWENDENMAN, L. 1998. Tidal and seasonal variations of soil and properties in a brazilian mangrove ecosystem. Dissertação de Mestrado. Universidade Karlsrue, resources Engineering Programme, 101p.

SEVERINO-RODRIGUES, E.; PITA, J. B.; GRAÇA LOPES, R.; COELHO, J. A. P.; PUZZI, A. 1992. Aspectos biológicos e pesqueiros do camarão-sete-barbas (Xiphopenaeus kroyeri) capturado pela pesca artesanal no litoral do Estado de São Paulo. B. Inst. Pesca. São Paulo, V.19 (único).

SILVA, I. R.; COSTA, R. M.; PEREIRA, L. C. C. 2006. Uso e Ocupação em uma Comunidade Pesqueira na Margem do Estuário do Rio Caeté , Pará, Brasil. Desenvolvimento e Meio Ambiente 13, 11-18 janeiro/junho. Editora da UFPE.

SILVA, K. C. A.; CINTRA, I. H. A.; SOUZA, R. A. L. & GARRIDO, P. A. M. 2002. Camarões capturados em áreas estuarinas no município de Vigia-Pará-Brasil. Boletim Técnico-Científico do CEPNOR, 2(1): 81-96.

SILVA, L. M. A. & ISAAC, V. J. 1997. Ocorrência e estrutura das populações de camarões (Crustacea, Decapoda), no estuário do rio Caeté, município de Bragança-PA, Brasil. 3º Workshop Internacional: Dinâmica e recomendações para manejo em áreas de manguezais de Bragança-PA. Programa MADAM, UFPA/MPEG/ZMT, Belém, p. 11-12.


Apontamentos



Direitos autorais 2014 Boletim do Laboratório de Hidrobiologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

B. Lab. Hidro.

E-mail: boletimlabohidro@ufma.br

ISSN 1982-6421 (Online)