O REI DO BAIÃO: Estudo linguístico das letras de Luiz Gonzaga

Andreia Ferreira Rodrigues

Resumo


Estudo que verifica a construção enunciativa e imagética discursiva do Nordeste na voz e nas letras de Luiz Gonzaga, músico conhecido como “Rei Do Baião”, considerado um notável representante do sertanejo, sobretudo por retratar nas canções que interpreta a realidade sociocultural do Nordeste brasileiro. Alicerçado na teoria das análises do discurso e da linguística, discute as implicações das variações linguísticas a partir de uma perspectiva discursiva. Apresenta análise do contexto de duas das canções mais representativas da cultura nordestina por meio de uma pesquisa investigativa, com base bibliográfica de autores renomados no tema. Conclui que a Língua Portuguesa é heterogênea e plurivalente e, ainda, reflete o âmbito histórico, geográfico e sociocultural do falante.

Palavras-chave


Nordeste. Linguística. Cultura

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, José Rivamar; ARAÚJO, Joseildo Lopes. Análise de letras de Luiz Gonzaga na perspectiva variacionista. Revista Brasileira de Educação e Saúde, v. 4, n. 3, p. 8-19, 2014.

BAGNO, Marcos. Nada na língua é por acaso: por uma pedagogia da variação linguística. São Paulo: Parábola Editorial, p. 163-189, 2007. BEZERRA, Sandra Maria de Farias. A variação linguística retratada nas canções de Luiz Gonzaga. Paraíba: Universidade Federal da Paraíba, nov. 2013.

CAMPUS, V.; SANTOS, ELIETE. Variações linguísticas. João Pessoa, 2010. COELHO, Glaucimere Patero; TRENTIN, Raquel Camargo. Nordeste pra Frente: Retratos do Povo na voz de Luiz Gonzaga.Revista Philologus, Ano 20, N° 60 Supl. 1: Anais da IX JNLFLP. Rio de Janeiro: CiFEFiL, set./dez.2014.

JÚNIOR, Joaquim Mattoso Câmara. Estrutura da língua portuguesa. 1970.

LETRAS DE MÚSICAS. Disponível em: Acesso em: 8 maio de 2015.

LUIZ GONZAGA – Site Oficial. Vida e obra de Luiz Gonzaga. Disponível em: . Acesso em: 3 maio de 2015.

MARTINS, Danilo Aguiar; PEIXOTO, Ana Cristina Santos. A constituição do discurso nordestino na canção “Asa Branca”, de Luiz Gonzaga, 2007.

MEDINA, Carlos Alberto de. Música popular e comunicação. Petrópolis: Vozes, 1973.

PAES, Jurema Mascarenhas. Luiz Gonzaga: Tradutor da discursividade de Nordeste. Revista do Centro de Pesquisa Comunicação e Cultura: Barroco e Mestiçagem. ISSN 2317-3971, n. 2, 2014.

SANTOS, Sebastião Lourenço dos. Variações lingüísticas: O confronto das equivalências e choque dos contrários. Revista Eletrônica Eletras. Disponível em: http://www. utp. br/eletras/ea/eletras. Acesso em, v. 1, 2008.

SIQUEIRA, Ana. O “sertão” fica em Nashville. Disponível em www.ufmg.br/boletim. 2008. SOBREIRA, Maria Francisca Moreira; SÁ, Marcelo da Silva. O falar sertanejo presente na música nordestina.Revista Philologus, Ano 20, N° 60 Supl. 1: Anais da IX JNLFLP. Rio de Janeiro: CiFEFiL, set./dez.2014.

Revista Bibliomar, São Luís v. 15, n. 1/2, jan./dez. 2016 38

TINHORÃO, José Ramos. Música popular: um tema em debate. Editora 34, 1997.

VIOTTI, Evani De Carvalho. Introdução aos estudos linguísticos. Universidade Federal De Santa Catarina. Florianópolis, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Bibliomar

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

ISSN 2526-6160

 

 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:


LATINDEX

Directory of Open Access Journals

 

logo_livre2.png

Resultado de imagem para redib

 

 BASE Logo

https://sumarios.org/search/node/revista%20bibliomar

 

Ver a imagem de origem

 VISITANTES MUNDIAIS DA REVISTA BIBLIOMAR: