PERFORMANCE EM REDES SOCIAIS: UMA ANÁLISE DO FACEBOOK DO CIBERPAJÉ EDGAR FRANCO

Ademir Luiz da Silva

Resumo


Esse artigo pretende analisar o conteúdo do perfil no Facebook do multiartista Edgar Franco, conhecido, entre outras atividades, como quadrinista, artista plástico, ilustrador, músico e performer. Acreditamos que Edgar Franco, que assumiu a persona de Ciberpajé, expandiu sua atividade artística para as redes sociais, transformando os mecanismos normalmente oferecidos aos usuários do Facebook em plataformas para ações performáticas que variam de forma e conteúdo, podendo ser aforismos, ilustrações, fotos e vídeos. Sempre com forte conteúdo iconoclasta, essas ações performáticas dialogam amplamente com o universo ficcional criado pelo Ciberpajé, a Aurora Pós-humana.


Palavras-chave


Performance, Rede Social, Ciberpajé, arte

Texto completo:

PDF

Referências


ARTISTA está presente, A (Marina Abramovic, The Artist is Presente, 2012). Direção: Matthew Akers. Elenco: Marina Abramovic. Documentário. Colorido. Som. 96 minutos.

BAUDRILLARD, Jean. Simulacros e simulações. Lisboa: Relógio D´água, s/d.

BAUDRILLARD, Jean. Tela Total: mito-ironias do virtual e da imagem. Porto Alegre: Sulina, 2011.

BAUMAN, Zygmunt. 44 cartas do mundo líquido moderno. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

CARVALHO, Nadja. Edgar Franco e suas criaturas no Banquete de Platão. João Pessoa: Marca de Fantasia, 2012.

DIDI-HUBERMAN, Georges. O que vemos, o que nos olha. São Paulo: Editora 34, 2010

DIDI-HUBERMAN, Georges. Diante da Imagem. São Paulo: Editora 34, 2013

FRANCO, Edgar. Quadrinhos Expandidos: das HQtrônicas aos plug-ins de neocortex. João Pessoa: Marca de Fantasia, 2017.

GATES, Bill. A Estrada do Futuro. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

LÉVY, Pierre. A Inteligência Coletiva. São Paulo: Folha de São Paulo, 2015.

RÜDIGER, Francisco. Cibercultura e pós-humanismo. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2008

SANTOS NETO, Elydio dos. Os quadrinhos poéticos-filosóficos de Edgar Franco. João Pessoa: Marca de Fantasia, 2012.

SENNETT, Richard. O declínio do homem público: as tiranias da intimidade. Rio de Janeiro: Record, 2014




Direitos autorais 2018 Cadernos Zygmunt Bauman