A TELENOVELA NO BRASIL: UM GÊNERO POR EXCELÊNCIA

Rondinele aparecido ribeiro, Francisco Claudio Alves Marques

Resumo


Resumo: O ideário da humanidade é cada vez mais dependente do audiovisual, mostrando que o homem passou a depender cada vez mais das mídias para ter acesso à ficção. Dessa forma, explica-se a importância da televisão, produto que foi implantado no Brasil em 1950, para a sociedade brasileira. Como suporte, esse veículo de comunicação apresenta vários gêneros e formatos calcados na ficção. Dentre eles, o mais importante é a telenovela, produto de mídia onipresente no Brasil cuja inspiração provém dos romances folhetinescos, do melodramae do rádio. De origem melodramática e presente no país desde 1951, pode-se dizer que o gênero alterou seu formato, abandonando a extensa carga de sentimentalidade. Nos últimos 40 anos, ganhou reconhecimento da crítica especializada como produto artístico e cultural. Na atualidade, pode-se falar que a novela pode ser vista como um agente propiciador acerca dos debates sobre a cultura e identidade brasileira. Assim, o presente artigo objetiva tecer considerações acerca da importância desse produto midiático para o Brasil.


Palavras-chave


Telenovela.Produto de mídia. Ficção.

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ALENCAR, Mauro. A Hollywood Brasileira: Panorama da Telenovela no Brasil. São Paulo: Senac, 2002.

BACCEGA, Maria Aparecida. Narrativa Ficcional da Televisão: encontro com os temas sociais.In:Comunicação & Educação. São Paulo: CCA-ECA-

USP/Moderna, n. 26, jan. / abr. 2003, p. 7-6.

CAMPEDELLI, Samira Y. A Telenovela. São Paulo: Ática, 1987.

FADUL, Anamaria. Telenovela e família no Brasil. Comunicação & Sociedade, São Bernardo do Campo/SP: PósCom/Unesp, n. 34, 2º sem. 2000.

GERMANO, Moacir. A televisão: uma porta para o cabaré. Campina Grande/PB: Gráfica Martins, 2004.

HAMBURGER, Esther. O Brasil antenado: A sociedade da telenovela. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

______________.Telenovelas e Interpretações do Brasil. In: Lua Nova, São Paulo, 82, p. 61-86, 2011. Disponível em. Acesso em 20/11/2014.

KELLNER, Douglas. A Cultura da Mídia. Bauru/SP: Edusc, 2001.

LOPES, Maria ImmacolataVassallo. Memória e Identidade na Telenovela Brasileira. Disponível em . Acesso em 15/10/2015.

______________.Telenovela e direitos humanos: a narrativa de ficção como recurso comunicativo. In: ANAIS INTERCOM– Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. XXXII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Curitiba/PR, 4 a 7 de setembro de 2009.

______________. Telenovela brasileira: uma narrativasobre a nação. Comunicação & Educação, São Paulo, v.26, p. 17- 34, jan./abr. 2003.

MACHADO, Arlindo. A Televisão levada a sério. São Paulo: Senac, 2000.

MOTTER, Maria Lourdes. Telenovela, Internacionalização e Interculturalidade. São Paulo: Edições Loyola,2004.

OROFINO, Maria Isabel. Mediações na produção de TV. Um Estudo sobre o Auto da Compadecida. Porto Alegre/RS:Edipucrs,2006.

ROCCO, M.T.F. Que pode a escola diante do fascínio da TV. Disponível em. Acesso em 12/10/12.

SADEK, José Roberto. Telenovela: Um olhar do cinema. São Paulo: Summus, 2008.

SANTAELLA, L. Culturas e artes do pós-humano: Da cultura das mídias à cibercultura. São Paulo: Paulus, 2003.

SILVERSTONE, Roger. Por que Estudar a Mídia?São Paulo: Edições Loyola, 2002.

TÁVOLA, A. A telenovela brasileira: história, análise e conteúdo. São Paulo: Globo, 1996.




Direitos autorais 2016 Cadernos Zygmunt Bauman

ISSN 2236-4099