ENTRE APROXIMAÇÕES E AFASTAMENTOS: TECNOLOGIAS, MOBILIDADES E EDUCAÇÃO

Luciana Velloso

Resumo


Este artigo traz algumas reflexões sobre nossas relações humanas e a relação com a educação nesta sociedade “líquido-moderna” (BAUMAN, 2001, 2008, 2009, 2011), discutindo sobre o atual estágio de globalização em que nos encontramos, muito marcado pelo uso de diferentes tipos de tecnologias, sobretudo que se pautam pela ideia de mobilidade. Tais reflexões são muito marcadas por minhas vivências em sala de aula enquanto docente de turmas de graduação em Pedagogia, nas quais pude exibir e discutir o filme “Medianeras: Buenos Aires na era do amor virtual” (2011), que nos possibilitou pensar a fluidez de nossas relações contemporâneas e as implicações deste tipo de interação mais superficial, também se reflete em nossas práticas educacionais, dificultando a criação de vínculos entre docentes e discentes. Indago se muitas das vezes, a mesma tecnologia que poderia ser uma aliada, acaba se tornando a grande vilã nos processos de ensino e aprendizado, dependendo da forma como as utilizamos.


Palavras-chave


Tecnologias na Educação; Vidas Móveis;Ensino e Aprendizado.

Texto completo:

PDF

Referências


BAUDRILLARD, Jean. Simulacres et simulation. Paris: Galilèe, 1981.

BAUMAN, Zygmunt. Globalização: as conseqüências humanas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.

_____. Vidas desperdiçadas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

_____. Vida para consumo: a transformação das pessoas em mercadorias. 2.ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2009.

_____. Amor líquido: sobre a fragilidade dos laços humanos. Rio de Janeiro: Zahar, 2004.

_____. Vida Líquida. 2.ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

_____. 44 cartas do mundo líquido moderno. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em Rede. Volume I. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1999.

_____. O poder da identidade. Volume II. 6.ed. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2008.

_____. Fim de Milênio. Volune III. 6. Reimpressão. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2012.

_____. A galáxia da Internet: reflexões sobre a Internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro, Zahar, 2003.

CORTELLA, Mario Sergio. Educação, escola e docência: novos tempos, novas atitudes. São Paulo: Cortez, 2014.

ELLIOTT, A.; URRY, J. Mobile Lives. London: Routledge, 2010.

HABERMAS, Jürgen. O discurso filosófico da modernidade. Trad. Ana M. Bernardo. Lisboa: Dom Quixote, 1990.

_____. Comunicação e razão: entrevista com Habermas. Crítica, Lisboa, n.3, abr. 1988.

_____. Teoria de la acción comunicativa, 2 v., Madrid: Taurus, 1987.

HARVEY, David. A condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. 19.ed. São Paulo: Edições Loyola, 2010.

URRY, J. Mobilities. Cambridge: Polity Press, 2007.

LEMOS, André. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. 7.ed. Porto Alegre: Sulina, 2015.

LEMOS, Ronaldo ; DI FELICE, Massimo. A vida em rede. Campinas, SP: Papirus 7 Mares, 2014.

LEMOS, Ronaldo. Futuros possíveis: mídia, cultura, sociedade, direitos. Porto Alegre: Sulina, 2012.

MAFFESOLI, M. A sombra de Dionísio: contribuição a uma sociedade da orgia. Rio de Janeiro: Graal, 1985.

_____. Sobre o Nomadismo: vagabundagens pós-modernas, Rio de Janeiro: Record, 2001.

_____. A Transfiguração do Político: a tribalização do mundo, Porto Alegre: Sulina, 1997.

_____. O tempo das tribos: o declínio do individualismo nas sociedades de massa. 4.ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

SHIRKY, Clay. A cultura da participação: criatividade e generosidade no mundo conectado. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

_____. Lá vem todo mundo: o poder de organizar sem organizações. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

SIBILA, Paula. Redes ou paredes: a escola em tempos de dispersão. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.




Direitos autorais