ZYGMUNT BAUMAN: Da juventude sólida para a juventude liquida

Gabriel Carvalho Bungenstab

Resumo


O texto a seguir analisa a obra e os pensamentos do sociólogo Zygmunt Bauman. O diálogo com esse pensador aponta novos caminhos a fim de refletir o que vem sendo a juventude contemporânea e a relação que ela assume com o corpo e com a escola. Bauman parece defender a ideia de que hoje a sociedade (e a juventude) só pode ser vista sob um viés consumista, na sociedade que ele denomina de modernidade liquida. Inserir esse sociólogo de grande importância no cenário mundial para pensarmos a juventude contemporânea é uma aposta nova e que pode gerar outras reflexões e críticas acerca da juventude hodierna.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

ISSN 2236-4099