A vida condominial e a erosão da esfera pública na sociabilidade capitalista

Renato Nunes Bittencourt

Resumo


Neste artigo analisamos o fenômeno social da proliferação das habitações condominiais, refletindo criticamente sobre as motivações existenciais que ocasionam na criação desse estilo de habitação, enfatizando ainda o problema da decadência da vivência cotidiana na esfera pública em decorrência da sensação onipresente de insegurança na vida urbana.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais

ISSN 2236-4099