SABERES MODERNOS SOB A CRÍTICA DO INTELECTO: apontamentos sobre Educação, Sociologia, Psicologia e Teologia no pensamento e obra de Tobias Barreto

Aruanã Antonio dos Passos, Carolina Rodrigues da Silva, Maria de Lourdes Bernartt

Resumo


O trabalho analisa a composição da crítica dos aqui chamados “saberes modernos”, especificamente a educação, sociologia, psicologia e teologia à luz da recepção das ideias europeias no interior do pensamento e obra do filósofo e jurista Tobias Barreto (1839-1889). Considerado figura central na constituição do movimento intelectual que recebeu a alcunha de “Escola do Recife”, Tobias Barreto foi o vetor de recepção e apropriação de ideias estrangeiras, especialmente alemãs no Brasil Império. A tese que aqui procuramos desenvolver é a de que a crítica a esses saberes constitui um mesmo locus de reflexão e um feixe de interesses de projeção política que propunha uma nova posição do país no contexto geral das nações do oitocentos.


Palavras-chave


Tobias Barreto; Transferências e circulações de ideias; Brasil Império.

Texto completo:

PDF

Referências


ALONSO, A. Idéias em Movimento. A geração de 1870 na crise do Brasil-Império. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

BARRETO, T. Menores e Loucos e Fundamentos do Direito de Punir. Tobias incluiu “Como introdução” a Menores e Loucos, a dissertação do concurso de 1882.

____. Crítica de religião. Organização: Luiz Antonio Barreto. Rio de Janeiro: J. E. Solomon; Aracaju: Editora Diário Oficial, 2012.

____. Discursos. (Obras Completas IV). Aracaju: Edição do Estado do Sergipe, 1926a.

____. Questões Vigentes. (Obras Completas IX). Aracaju: Edição do Estado do Sergipe, 1926b.

____. Menores e Loucos e Fundamentos do Direito de Punir. (Obras Completas Vol. V). Aracaju: Edição do Estado do Sergipe, 1926c.

____. Philosophia e Critica. (Obras Completas III). Aracaju: Edição do Estado do Sergipe,1926d.

____. Polemicas. (Obras Completas II). Aracaju: Edição do Estado do Sergipe, 1926e.

____. Estudos Allemães. (Obras Completas VIII). Aracaju: Edição do Estado do Sergipe, 1926f.

BEVILAQUA, C. Philosophia Positiva no Brazil. Recife: Typographia Industrial, 1883.

BOSI, A. Dialética da Colonização. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

CÂNDIDO, A. O método crítico de Sílvio Romero. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1988.

CARELLI, M. Culturas Cruzadas: intercâmbios culturais entre França e Brasil. Campinas: Papirus, 1994.

CATROGA, F. Antero de Quental: história, socialismo e política. Lisboa: Editorial Notícias, 2001.

COMTE, A. Catecismo Positivista ou Exposição Sumária da Religião Universal em Onze Colóquios Sistemáticos entre uma Mulher e um Sacerdote da Humanidade. Lisboa: Europa-América, s/d.

MERCADANTE, P.; PAIM, A. Tobias Barreto na Cultura Brasileira: uma reavaliação. São Paulo: Ed. da USP; Grijalbo, 1972.

MORAES FILHO, E. As ideias fundamentais de Tavares Bastos. 2. Ed. Rio de Janeiro: Topbooks, 2001.

NASCIMENTO, J. A Cultura Ocultada ou a Influência alemã na Cultura Brasileira durante a segunda metade do século XIX. Londrina: Editora da Universidade Estadual de Londrina, 1999.

NASCIMENTO, M. L. Primeira Geração Romântica versus Escola do Recife: trajetórias de intelectuais da Corte e dos intelectuais periféricos da Escola do Recife. Tese de doutorado em Sociologia. Programa de Pós-graduação em Sociologia da Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, 2010.

RABELLO, S. Itinerário de Sílvio Romero. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1967.

ROMERO, S. Lucros e perdas: chronica dos acontecimentos mensais. Rio de Janeiro: Livraria Contemporanea de Faro & Lino, 1883.

____. Provocações e Debates (contribuição para o estudo do Brazil Social). Porto: Livraria Chardron, 1910.

____. História da Literatura Brasileira. Contribuições e Estudos Gerais para o Exato Conhecimento da Literatura Brasileira. (4º Volume). 7.ed. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro, 1980.

SCHWARCZ, L. O espetáculo das raças. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

SKIDMORE, T. E. Preto no Branco: raça e nacionalidade no pensamento brasileiro. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

VENTURA, R. Estilo Tropical: história cultural e polêmicas literárias no Brasil, 1870-1914. São Paulo: Companhia das Letras, 1991.




Direitos autorais 2019 Cadernos Zygmunt Bauman

 
ISSN 2236-4099