Avaliação da microacessibilidade sob a percepção de pesquisadores e usuários

Isabela Batista Pires

Resumo


O objetivo deste artigo foi mensurar a qualidade da microacessibilidade por meio da adaptação de um método existente, para que este inclua a percepção de pesquisadores e pedestres. O instrumento foi aplicado em um trajeto no entorno de um Shopping Center, na cidade de Bauru-SP. A metodologia consistiu na aplicação de auditoria técnica (pesquisadores) e entrevistas (usuários) para análise dos temas: calçadas, pontos de ônibus e intersecções. Os resultados foram avaliados individualmente e comparados entre si e apontaram problemas relacionados aos pontos de ônibus como fatores mais prejudiciais à qualidade da microacessibilidade. Espera-se que este método auxilie gestores públicos municipais na proposição de ações efetivas para melhorar a caminhabilidade das cidades, tornando os percursos mais seguros aos pedestres. Sugere-se sua aplicação em outros recortes espaciais, para consolidação do método.

Palavras-chave


microacessibilidade; auditoria técnica; percepção do pedestre

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Cadernos Zygmunt Bauman

 
ISSN 2236-4099