TERRITORIALIDADE E EXCLUSÃO: estudo de caso da praça Padre Roque Pinto de Barros em São Carlos – SP

Érico Masiero, Giovanna Maria Wakamatu

Resumo


O objetivo do trabalho é relatar o processo de territorialização de uma praça o qual tem prejudicado a valorização e a apropriação do espaço público como área de convívio e permanência da população. No local está implantada a igreja de Santo Antônio de Pádua, tombada pelo Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Ambiental de São Carlos (COMDEPHAASCA) em 2009. O estudo busca detectar as atuais características da praça e alertar para certas apropriações que não condizem com a importância histórica do local e seu papel referencial na cidade. A metodologia adotada para a avaliação das características urbanas do local foi desenvolvida através de levantamento de dados históricos, cadastrais e de campo, por meio de fotos, documentos, análise do uso e ocupação dos edifícios, observação dos usos, fluxos e permanência de pessoas e veículos, durante os períodos matutino, vespertino e noturno, em dias úteis e nos finais de semana. Os dados coletados geraram mapas analíticos, de acordo com observações da dinâmica espacial do local. Os resultados apontam que o processo de territorialização gerou áreas de exclusão e segregação sócioespacial. Dessa forma, torna-se essencial a criação de estratégias de planejamento que direcionem intervenções espacias para promover a valorização do patrimônio e o resgate da função social para a qual a praça deveria estar destinada.


Palavras-chave


Territorialidade, apropriação do espaço público, segregação sócio espacial.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, NBR 9050: Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Rio de Janeiro, 2015.

CECHINATO, Luiz. Publicação Comemorativa dos 60 anos da Paróquia Santo Antônio de São Carlos – SP. São Carlos, 2004.

GEHL, Jan; GEMZOE, Lars. Novos espaços urbanos. Barcelona, Espanha: Edição em português editorial Gustavo Gili, SA, 2002. 263p.

GEHL, Jan. Cidade para pessoas. São Paulo, Perspectiva, 2013.

SACHS, Ignacy. Rumo à Ecossocioeconomia: Teoria e Prática do Desenvolvimento/ Ignacy Sachs; Paulo Freire Vieira (org.). São Paulo: Cortez, 2007. 472 p.

Chiodelli, F. Re-shaping Jerusalem: The transformation of Jerusalem’s metropolitan area by the Israeli barrier. Cities 31, 2013. 417-424p.

Naranjo, E. Mas allá del muro. La condición urbanoterritorial del límite en américa latina. Revista Diseño Urbano & Paisaje - DU&P 31, 2016. 13-22 p.

PLÖGER, Jörg. La Formación de Enclaves Residenciales en Lima en el Contexto de La Inseguridad. ur[b]es Vol. 3, Lima, enero-diciembre 2006, 135-164 p.

Fundação Pró-Memória de São Carlos. Disponível em: http://www.promemoria.saocarlos.sp.gov.br Acesso 25/06/2015.

Paróquia Santo Antônio de Pádua. Disponível em: http://www.santoantonio.org.br Acesso 20/06/2015.




Direitos autorais 2019 Cadernos Zygmunt Bauman

ISSN 2236-4099