A AUTORIA FEMININA NO CADERNO DE SÁBADO DO JORNAL CORREIO DO POVO

Margarete Varela Centeno Hülsendeger

Resumo


Preservar documentos que fazem parte de uma memória e, portanto, de uma herança cultural, permite pensar na pesquisa em jornais como uma forma de recuperar temas e personalidades de uma determinada época. Um desses espaços foi o Caderno de Sábado, suplemento do jornal Correio do Povo, de Porto Alegre. Dentre seus colaboradores encontravam-se muitas mulheres que apesar de serem professoras e/ou escritoras não tinham um espaço regular para suas publicações. Portanto, neste artigo, pretende-se, além de resgatar um pouco da história do Caderno de Sábado, examinar a presença de textos escritos por mulheres, levando em conta a frequência e os temas abordados. O corpus de pesquisa ficou restrito ao ano de 1980. A partir de um mapeamento procurou-se chegar, não só no nome das mulheres que escreveram com mais frequência para o Caderno de Sábado, mas refletir nas possíveis causas que levaram algumas dessas mulheres a publicar mais que outras.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Afluente: Revista de Letras e Linguística

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN 2525-3441


INDEXADORES:

http://diadorim.ibict.br/bitstream/1/1301/1/azul.jpg

Resultado de imagem para latindex

  Resultado de imagem para livre revistas de livre acesso

 

VISITANTES MUNDIAIS DA AFLUENTE: REVISTA DE LETRAS E LINGUÍSTICA