TECNOLOGIAS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LÍNGUAS: ALÉM DE UMA PERSPECTIVA TÉCNICA

Fabiana Diniz Kurtz, Rosana Souza de Vargas, Rafaela Oliveira de Moura

Resumo


Diversos estudos vêm reiterando a fragilidade quanto ao papel e à presença de Tecnologias de Informação e Comunicação na educação e, em especial, na formação docente. Muito além do que formar técnicos ou agentes a serviço do mercado de trabalho, se espera que os futuros professores tenham, de fato, competências e habilidades intelectuais, também, quanto às potencialidades e limitações das TIC na educação. Nesse sentido, realizamos uma pesquisa de cunho teórico-conceitual com o objetivo de que os conceitos apresentados, de letramento digital, hipertextualidade, pensamento computacional e tecnologias como ferramentas cognitivas possam auxiliar a pauta de discussões e planejamentos de cursos de licenciatura. Para tanto, recorremos ao portal de periódicos da CAPES e a ferramenta de busca do Mendeley, além de elementos advindos de pesquisas anteriores. Percebemos, como uma espécie de resultados preliminares, que urge a qualificação de programas e cursos de licenciatura quanto a uma perspectiva teoricamente e empiricamente embasada quanto ao papel das TIC no ensino e formação docente, extrapolando o que se verifica no senso comum.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Afluente: Revista de Letras e Linguística

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN 2525-3441


INDEXADORES:

http://diadorim.ibict.br/bitstream/1/1301/1/azul.jpg

Resultado de imagem para latindex

  Resultado de imagem para livre revistas de livre acesso

 

VISITANTES MUNDIAIS DA AFLUENTE: REVISTA DE LETRAS E LINGUÍSTICA