CRENÇAS, MEMÓRIAS E INTUIÇÕES NA NARRATIVA DE UM PROFESSOR DE INGLÊS - LÍNGUA ESTRANGEIRA - EM CONSTRUÇÃO

José Halmério Araújo, Fábio Marques de Souza

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar uma (auto)reflexão a respeito das crenças, memórias e intuições que permeiam a nossa constituição como professor de inglês - língua estrangeira. Dessa forma, nossa pesquisa inscreve-se no campo da Linguística Aplicada, ciência (in)disciplinar, híbrida e heterogênea e busca compreender as variáveis dos cenários que influenciam a operação global do ensino de línguas. Para isso, estudamos o que são as crenças, suas características e influências no complexo processo de ensino-aprendizagem. Antes do contato com a teoria especializada, escrevemos a nossa história de vida, com ênfase em nossa trajetória formativa na e pela língua inglesa. Logo após, fizemos leituras para constituir nosso embasamento teórico, e – conforme sugere a metodologia da pesquisa narrativa – compusemos a nossa narrativa como professor em construção. Essa experiência nos possibilitou uma maior compreensão crítico-reflexiva, nos conscientizamos, com os teóricos estudados, que as crenças se tornam articuladas à medida que agimos e falamos sobre elas e, dessa forma, falar a respeito do nosso trajeto formativo significou ouvir a nós mesmos, identificar nossas limitações e potencialidades como professor em permanente construção.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Afluente: Revista Eletrônica de Letras e Linguística

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN 2525-3441


INDEXADORES:


http://diadorim.ibict.br/bitstream/1/1301/1/azul.jpg

Resultado de imagem para latindex

 

 

  Resultado de imagem para livre revistas de livre acesso

 

VISITANTES MUNDIAIS DA AFLUENTE: REVISTA DE LETRAS E LINGUÍSTICA