MENINO DE ENGENHO E O ENGENHO DO ROMANCE AUTOBIOGRÁFICO

Joyce Rodrigues Silva Gonçalves

Resumo


Este  artigo  analisa  a  obra Menino  de  Engenho,  de  José  Lins  do  Rego,  a  partir  do estudo  das  características  do  gênero  autobiográfico  e  das  narrativas  de memórias. O  trabalho pretende ainda utilizar outros romances autobiográficos do autor, mais especificamente os que compõem  o  ciclo  da  cana-de-açúcar  (Doidinho, Banguê, O Moleque  Ricardo, Usina  e  Fogo Morto), em que José Lins se aproveita de sua própria experiência para elaborar suas produções literárias.  A  obra Meus  Verdes  Anos  também  será  evocada  para  fazermos  um  paralelo  entre autobiografia  e  ficção  autobiográfica. As  obras  selecionadas  serão  analisadas  a  partir  do  viés memorialístico, em que se pretende identificar, ou pelo menos inferir, o que é experiência vivida
e o que é representação literária, ou ainda, o complexo recurso que é a ficcionalização partindo de uma experiência vivida.  

Palavras-chave: Menino de Engenho. Autobiografia. Memória. Ficção.

Abstract

This article aims to analyze the book Menino de Engenho, by José Lins do Rego from the study of gender characteristics of autobiographical memories and narratives. The work also aims to use other author's autobiographical novels, specifically  those that make up the cycle of “cana-de-açúcar” (Doidinho, Banguê, O Moleque Ricardo, Usina e Fogo Morto, in which José Lins takes advantage of their own experience to develop their literary productions. Meus Verdes Anos  will  also  be  evoked  to  make  a  parallel  between  autobiography  and  autobiographical fiction. The selected books will be analyzed from memorialistic view, as  it aims to identify, or
at  least  infer,  what  is  experience  and  what  is  literary  representation,  or  even  the  complex resource that is the fictionalization starting from a lived experience.

Keywords: Menino de Engenho. Autobiography. Memory. Fiction.


Palavras-chave


Menino de Engenho; Autobiografia; Memória; Ficção

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Afluente: Revista Eletrônica de Letras e Linguística

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN 2525-3441


INDEXADORES:


http://diadorim.ibict.br/bitstream/1/1301/1/azul.jpg

Resultado de imagem para latindex

 

 

  Resultado de imagem para livre revistas de livre acesso

 

VISITANTES MUNDIAIS DA AFLUENTE: REVISTA DE LETRAS E LINGUÍSTICA